Um homem de 25 anos foi preso em flagrante por policiais civis de Goianésia lotados na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher - DEAM. Ele é suspeito de descumprir medidas protetivas de urgência, ameaçar de morte e agredir sua ex-companheira, de 19 anos.

Conforme relatos da vítima à polícia, ela teria vivido em união estável com o suspeito por três anos tendo um casal de filhos. Em março ela procurou a DEAM e solicitou medidas protetivas de urgência em desfavor do ex, no entanto, ele nunca cumpriu a decisão judicial que determinou seu afastamento da ex-amásia.

Segundo a polícia, na noite de terça-feira, 08, o homem foi até a casa da vítima, momento em que ela disse que não aceitaria mais aquela situação e denunciaria as ameaças e agressões à polícia. O homem, bastante agressivo, passou a desferir socos e tapas na vítima, e ainda proferiu ameaças de morte, a proibindo de sair de casa, passando a mantê-la em cárcere privado.

Na madrugada de quarta-feira, 09, temendo por sua vida e de seus filhos, a vítima conseguiu contato, por meio do WhatsApp, com uma irmã e pediu socorro. No período da manhã ela entregou uma carta ao leiteiro direcionada a sua mãe, também pedindo socorro. A mãe, tomando conhecimento da situação em que se encontrava a vítima, procurou a DEAM, junto com a irmã da vítima, e ambas denunciaram o crime.

A polícia disse que o homem foi autuado em flagrante pelos crimes de descumprimento de medidas protetivas de urgência, ameaça e vias de fato, com incidência da Lei Maria da Penha. A delegada responsável pelo caso, Poliana Bergamo, representou pela decretação da prisão preventiva do homem, que ainda possui passagem por tentativa de homicídio.

pc1
pc2
pc3