A Polícia Civil de Goianésia realizou nesta quarta-feira, 25, a prisão de homem de aproximadamente 40 anos por ser suspeito de cometer estupro de vulnerável contra sua enteada, uma adolescente de 13 anos.

Sem entrar em detalhes, o delegado Marco Antônio Maia informou ao Meganésia que denúncia chegou à polícia de forma anônima na terça-feira, 24, e de imediato começou as investigações. Policiais civis foram até a residência dos possíveis envolvidos onde confirmaram a denúncia.

De acordo com as investigações, não chegou a ocorrer conjunção carnal, ocorrendo de fato atos libidinosos, confirmados pela vítima e testemunhas. O caso segue sendo investigado, mas o padrasto está sendo mantido preso, ficando a disposição do Poder Judiciário.

Atualmente, a pena de estupro de vulnerável (ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso) com menor de 14 anos possui pena de oito a quinze anos de reclusão.