Nesta terça-feira, 01, a Polícia Civil de Goianésia cumpriu mandado de prisão em desfavor de Gasparino Rocha Santos, de 55 anos, que se encontrava foragido desde o último dia 22 por ser suspeito de agredir fisicamente a sogra com uma barra de ferro na cabeça durante uma confusão no Bairro Boa Vista, região oeste da cidade. Ao se apresentar na delegacia nesta terça, ele recebeu voz de prisão por tentativa de homicídio e se encontra a disposição da justiça.

A vítima, Maria José Santana, de 51 anos, se encontra hospitalizada na Unidade de Terapia Intensiva - UTI - do Hospital de Urgências de Anápolis - HUANA, e seu estado de saúde é considerado grave, uma vez que houve perca de massa encefálica. A pancada na cabeça foi tão forte que ela ainda teve alguns dentes quebrados.

Relembre o caso
Maria José Santana foi socorrida pela equipe de Atendimento Móvel de Urgência e levada para a Unidade de Pronto Atendimento - UPA - de Goianésia após sofrer um corte profundo na cabeça provocado por agressão física. A tentativa de homicídio aconteceu na madrugada de domingo, 22, por volta de 01h28, na Rua das Palmeiras, Bairro Boa Vista, região oeste de Goianésia.

A filha da vítima, A. J. S. P., de 30 anos, explicou à Polícia Militar que estava bebendo em um bar com Gasparino Rocha, e depois foram para a casa de sua mãe, onde se desentenderam e acabou sendo agredida fisicamente por Gasparino, momento em que sua mãe interveio e foi agredida com uma barra de ferro na cabeça.

Barra de ferro utilizada na agressão - Imagem: Divulgação/Polícia Militar

No meio da confusão, o filho de A. J. S. P., menor de idade (idade não informada), também tentou socorrer a mãe, mas foi agredido fisicamente pelo agressor enfurecido. Em seguida, o homem, que possui deficiência auditiva, fugiu e não foi encontrado pela polícia. A equipe do Tático esteve em sua residência, mas só encontrou a barra de ferro utilizada na agressão.