Com a soma das três parcelas pagas anteriormente, o valor total do investimento é de quase R$ 30 milhões

Nesta segunda-feira, 25, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Educação do Estado - Seduc, liberou a quarta parcela do Auxílio-Alimentação para os estudantes da rede pública estadual. O valor total do benefício é de R$ 8.177.625. Serão contemplados desta vez 109.035 alunos, 3.344 a mais do que na terceira parcela. Cada estudante tem direito a receber R$ 75.

O saque pode ser feito nas agências da Caixa Econômica Federal, bastando apresentar os cartões Bolsa Família, Cartão Cidadão ou Cartão Renda Cidadã e um documento de identificação com foto.

Determinação
O auxílio é uma determinação do governador Ronaldo Caiado, assim que teve início a pandemia ele destacou que o assunto devia ser tratado como prioritário. No dia 25 de março foi publicado o decreto nº 9.643, que criou o auxílio alimentação para os alunos da rede estadual e imediatamente todos os estudantes da rede estadual de baixa renda, cadastrados no programa Bolsa Família, passaram a receber R$ 75 a cada quinze dias para alimentação escolar no período de pandemia. O dinheiro deverá ser utilizado para a compra de alimentos, em substituição à merenda escolar, que foi interrompida com a suspensão das aulas presenciais no dia 16 de março.

Investimento total
Somando o valor da quarta parcela com as parcelas pagas anteriormente, o investimento feito pelo Governo de Goiás no programa chega a R$ 29.697.150.

As duas primeiras parcelas do Auxílio Alimentação foram liberadas no dia 8 de abril deste ano. A lista de beneficiários incluiu 90.618 estudantes e o valor total destinado pelo Governo foi de R$ 13.592.700. Cada aluno recebeu R$ 150, referentes ao período de 18 de março a 18 de abril. Esse valor corresponde a R$ 75 por quinzena e R$ 5 por dia. O dinheiro foi depositado na conta de 70.237 famílias em todo o Estado. Dessas, 59.717 fizeram o saque, o que representa 85,02% do total de contemplados.

A terceira parcela do Auxílio Alimentação foi creditada no dia 30 de abril na conta de 105.691 estudantes, 15.073 a mais do que nas duas primeiras parcelas. O aumento de beneficiados foi de 16,63% e o número de famílias subiu de 70.237 para 81.040. O valo total destinado ao pagamento da terceira parcela foi de R$ 7.926.835.

Critérios para receber
Para receber o benefício é necessário que o estudante atenda três critérios básicos: estar matriculado na rede estadual de ensino, ter frequência comprovada e ser cadastrado no programa Bolsa Família, do governo federal.

Confira aqui a lista dos estudantes que receberão a quarta parcela do Auxílio Alimentação em https://site.educacao.go.gov.br/auxilio-alimentacao-escolar/