Goianésia - A Secretaria Municipal da Mulher, Família e Direitos Humanos tem sido destaque em Goianésia pelas ações desenvolvidas para beneficiar deficientes físicos e suas famílias. Programas de inclusão e assistência têm sido executados desde o início do ano, e de lá pra cá, contribuíram com a melhoria da qualidade de vida de inúmeras famílias que precisam de apoio e assistência por parte do poder público.

De acordo com a primeira-dama e secretária da Mulher, Família e Direitos Humanos, Eloá Menezes, atualmente, quatro programas de assistência fazem parte das ações da pasta, são eles: Transporte ao Cadeirante (TC), Transporte e Apoio aos Cegos (Tac), Central de Apoio aos Surdos (Cas), Apoio às Famílias dos Deficientes Graves (Afad).

“O Transporte ao Cadeirante e o Transporte e Apoio aos Cegos tem previsão para iniciar em breve, onde o cadeirante ou cego entrará em contato com uma central e agendará o transporte e o acompanhamento em qualquer serviço ofertado pelo município, como: consultas, bancos, promoção social, vapt-vupt. A Central de Apoio aos Surdos já está funcionando desde o mês de abril deste ano e vem sendo muito utilizado pela comunidade surda”, explicou Eloá.

Os surdos entram em contato com uma central (62) 983257795 através de vídeo chamada, fazendo um agendamento com a intérprete de libras, para auxílio em serviços ofertados pelo município. Após o prévio atendimento, as intérpretes acompanham os surdos e desempenham a função de tradutoras, facilitando a comunicação e melhorando a qualidade de vida dos atendidos.

“E por último, o Programa de Apoio às Famílias dos Deficientes Graves, que é um grupo de famílias que têm deficientes com paralisia cerebral níveis 4 e 5. Essas famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade serão beneficiadas com o Programa Transporte ao cadeirante, além do apoio de assistentes sociais, que serão facilitadores para que essas famílias se integrem nos projetos sociais oferecidos pelo Município, sendo assistidos no que for necessário”, explicou Eloá.