Imagina você nascer em um período onde te privasse da comunicação, dos direitos de ir e vir, sacrificar a sua vida pelo simples fato de nascer diferente do “normal”? Pois então, a história da comunidade surda é marcada por diversos acontecimentos que impactaram as suas vidas e que até os dias atuais vem respingando e repetindo cenas de episódios passados.

O mês de setembro é considerado o “Mês da Visibilidade da Comunidade Surda Brasileira – Setembro Azul” por desenvolver a conscientização e relembrar as batalhas onde hoje temos algumas conquistas adquiridas por meio de muito suor e dor. Conhecer quem é o surdo, cultura e identidade, faz-se necessário no cenário Goianesiense para quebra de estigmas e pré-conceitos e de forma real a inclusão seja efetivada fora dos interesses próprios, mas pelo bem comum de toda a comunidade Surda.

A cor Azul está relacionada ao período da Segunda Guerra Mundial, pois eram amarradas fitas azuis em pessoas com deficiências para diferencia-las das demais sendo encaminhadas para execução. Diante de tudo isso os surdos utilizam a cor como ressignificação, momento de celebrar quem eles são e toda a sua história.

No dia 26 de setembro comemora-se o Dia Nacional dos Surdos devido à criação da primeira escola de surdos no Brasil em 1857, atualmente conhecida como INES (Instituto Nacional de Educação de Surdos) que propicia o ensino especializado para crianças surdas onde o foco é a Libras (Língua Brasileira de Sinais) como primeira Língua.

Buscar conhecer a trajetória dessa comunidade faz-se necessário para não repetirmos os erros do passado, melhorando a cada dia o presente/futuro. Que a sociedade de Goianésia desperte-se para o reconhecimento da Diversidade Cultural e das Pessoas com Deficiências que vivem em nosso meio, pois o mundo se torna especial por ninguém ser igual e nos torna iguais por sermos humanos!

São várias as datas voltadas às histórias de resistência da comunidade surda ao longo de setembro. Confira:
6/09 e 11/09: lembram o Congresso de Milão de 1880, no qual foi proibido o uso das Línguas de Sinais na educação dos surdos.
23/09: Dia Internacional das Línguas de Sinais.
26/09: Dia Nacional do Surdo. Data de fundação do Instituto Nacional de Educação dos Surdos, a primeira escola para surdos do Brasil.
30/09: celebra o Dia do Tradutor Intérprete.

Referencia: ALMIR CRISTIANO. Dia Nacional dos Surdos. Disponível em: <https://www.libras.com.br/dia-nacional-dos-surdos>. Acesso em Set. 2021.

Por: Leandro Silva
Pedagogo;
Intérprete-tradutor de Libras desde 2013;
Atua com ensino de Libras desde 2015 e foi responsável pelo projeto Despertar do Silêncio.com foco na inclusão e acessibilidade dos surdos, desenvolvido na cidade de Goianésia.
Pós-graduado em Educação Inclusiva Especial e Libras, Neuropsicopedagogia Institucional e Clínica, Docência no Ensino Superior, Língua Portuguesa, Alfabetização e Letramento.
Atualmente cursa segunda licenciatura em Letras Libras.