A secretária da Mulher, Família e Direitos Humanos, Eloá Menezes, realizou nesta sexta-feira, 07, uma homenagem às mães de Goianésia que possuem filhos portadores de deficiência e outras necessidades especiais. O reconhecimento foi feito pelo carinho e dedicação dessas mulheres, e pelo cuidado oferecido de forma integral para aqueles que precisam de atenção redobrada.

A iniciativa foi executada para celebrar o dia das mães e tem o objetivo de ressaltar o amor de cada uma, que, quase sempre, representam também a figura paterna em suas casas, onde a figura do pai costuma ser ausente, fator que dificulta a criação das crianças e deixa a família em situação de vulnerabilidade, seja pela falta de assistência ou pela ausência afetiva.

“A idade dos filhos especiais não dispensa os cuidados, e, mesmo assim, a dedicação precisa acontecer em tempo integral, o que faz destas mães, verdadeiros símbolos de amor incondicional”, explica a secretária da Mulher, Família e Direitos Humanos, Eloá Menezes.

De acordo com Eloá, o município possui cerca de 14 famílias nessas condições, e a prefeitura já iniciou o desenvolvimento de projetos que vão de encontro com as necessidades de todas as mães que têm filhos especiais.

“Fizemos o rastreio destas famílias, visitamos cada uma delas e ouvimos as suas necessidades, a partir daí, o projeto assistencial nasceu e, tão precocemente, já começou a melhorar a vida de cada uma dessas mães”, revelou a secretária adjunta, Luana Costa, que também integra a pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos no município.

De acordo com a Prefeitura de Goianésia, um estudo já está sendo realizado para transformar em lei todos os trabalhos realizados com grupos vulneráveis da cidade. Como é o caso da Central de Apoio aos Surdos, inaugurada recentemente no município. A proposta é garantir dignidade e qualidade de vida para todas as famílias que necessitam de atenção do poder público, diminuindo as desigualdades e garantindo que a cidade cresça para todos de forma justa e democrática.

Por Welington Lima