Ao procurar por carros usados em Goiânia, esteja ciente que este é um investimento de alto valor e ao fazer a escolha errada pode causar fortes dores de cabeça, especialmente na situação de crise econômica que estamos enfrentando atualmente.

Verifique os seus gastos mensais
Antes de comprar um veículo, você deve saber se está dentro do seu orçamento. Essa compra não deve ultrapassar os 30% de sua renda. Além disso, você deve considerar todos os custos adicionais associados à compra de um carro, como licenças, IPVA, seguro, combustível e manutenções. Dependendo do veículo e de seu uso, esses custos podem chegar a cerca de 20%. Portanto, antes de comprar um carro, avalie sua situação financeira, para que você não precise vendê-lo para quitar suas dívidas futuramente! Se você costuma usar serviços de estacionamento ou de lavagem de carros, o valor deles varia de acordo com o tamanho do veículo.

Busque por um modelo que seja compatível a sua realidade financeira
Você pode comprar um celta ou modelos mais antigos por menos de R$30.000. Mas caso prefira carros mais caros como uma BMW. Mas vale ressaltar, que diferença é que os custos de manutenção de uma BMW são muito mais altos que a de um Celta e a vida útil do carro também é maior, o que mostra que seu nível de manutenção é maior do que os modelos antigos de nível básico. O preço das peças da BMW pode chegar a cinco vezes o preço das peças de modelos comuns, sem mencionar o valor do seguro. Portanto, você deve sempre considerar um modelo de carro adequado à sua realidade financeira e que não seja muito caro para manter. É melhor comprar um carro simples e barato, em vez de um carro de luxo que custará a maior parte do seu orçamento.

Você utilizará o veículo diariamente?
No caso daqueles que utilizam o veículo todos os dias seja para ir trabalhar ou estudar, deve prestar atenção no consumo de combustível e à velocidade de condução na cidade, além de fornecer conforto e preservação aos equipamentos a longo prazo no carro.

Vai viajar com frequência?
Se o uso na estrada for constante, deve atentar-se ao consumo e ao nível de ruído. Um bom número de recuperação de velocidade também representa maior segurança. Se você estiver enfrentando estradas esburacadas, alguns modelos mais aventureiros com suspensão mais alta podem ser suficientes.

Quantas pessoas serão transportadas na maioria das vezes?
Se houver poucos passageiros, o modelo compacto atenderá às suas necessidades. No entanto, se houver entre quatro à cinco passageiros, é necessário um modelo maior, como: um hatch ou sedan de tamanho médio, minivan ou um SUV.

Em termos de espaço interno, quais são as necessidades do motorista e dos passageiros?
Pessoas muito mais altas que a média ou acima do peso precisam de modelos com boas medidas de espaço interno. Para pessoas abaixo da altura média, pode ser necessário o ajuste da altura do assento e/ou o ajuste da altura e profundidade do volante.

Qual é a sua necessidade de espaço para bagagem?
Um compacto dá conta se, durante as viagens, você esteja sozinho ou, no máximo, com um acompanhante. Agora, se está com a família, malas, carrinho de bebê, brinquedos, neste caso, um compacto não é uma das opções.

Além disso, considere se há alguma restrição de tamanho em estacionamentos e garagens, pois pode ser um problema ao entrar e sair, sendo assim o SUV não é uma opção viável. Até carros muito baixos, são um problema, pois acabam arranhando o asfalto e sendo danificados.

Pesquise muito!
Encontre, pesquise e compare. A Tabela Fipe permite pesquisar por valor, modelo e ano antes de comprar um veículo. Verifique quais modelos não atendem aos requisitos e o que você as dúvidas a serem tiradas com proprietário do modelo. Veja também como é a taxa de juros para cada tipo de financiamento e qual o modelo que combina com você e com a sua realidade financeira.

Esteja disposto a negociar
Devido às expectativas, muitas vezes queremos comprar um carro de forma imediata. No entanto, esperar é sempre uma boa alternativa. Antes de considerar o financiamento, avalie a sua situação atual referente ao seu orçamento. Durante esse período, você pode adicionar o valor mensal como se fosse parte de um veículo. Sendo assim, você pode entenderá o modo de pagamento do financiamento e já possui dinheiro para quitar. Essa também é uma maneira de reduzir o interesse na compra final.

Qualidade e segurança
Agora é o momento de avaliar os "escolhidos" com mais atenção. Pesquise todos os veículos - dando prioridade as características e condições, filtre entre os mais barato, mais seguro e de maior qualidade. Verifique se há reclamações sobre quaisquer defeitos ou componentes do veículo, que podem indicar defeitos comuns e a avaliação daqueles que já possuem o modelo.

Gostou desse artigo? Compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas saibam como organizar o orçamento ao comprar um veículo!