O Governo de Goiás apresentou, nesta quinta-feira, 07, as startups selecionadas para solucionar desafios do serviço público estadual. O evento marcou o pontapé do programa Govtech, lançado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Goiás (Secti) e Hub Goiás, para que startups desenvolvam soluções inovadoras e tecnológicas para o setor público goiano.

Nesta primeira etapa, foram apresentadas 82 soluções para desafios das secretarias estaduais de Administração (Sead), Educação (Seduc) e Saúde (SES). Desse total, 12 foram selecionadas, sendo um desafio da Sead, dois da Seduc e três da SES. Os desafios envolvem jornada de acesso e personalização no uso dos serviços públicos, assim como o uso de inteligência artificial, digitalização e automação de processos e gestão de dados.

O texto da publicação continua após a publicidade

Das 12 empresas selecionadas, seis são de Goiás e outras seis de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e do Piauí. “Foi um processo nacional. Buscamos soluções no Brasil inteiro. É algo inédito e que garante, sob determinação do governador Ronaldo Caiado, um tom moderno e inovador para o estado. É Goiás saindo na frente de novo”, afirma o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, José Frederico Lyra Netto.

“Ficamos surpresos com o nível das soluções apresentadas e pela maturidade. Muitas das startups escolhidas nessa fase já são reconhecidas nacional e internacionalmente, já comercializam suas soluções e agora desejam aplicar essas soluções para desafios do nosso Estado”, relata a gerente de Inovação do Hub Goiás, Karol Fernandes.

As startups selecionadas agora irão desenvolver protótipos das soluções e, em 30 de janeiro de 2024, até seis delas serão escolhidas para a etapa de Mínimo Produto Viável, onde receberão um aporte de até R$ 60 mil para aprimorarem as soluções a fim de colocá-las em prática. Após esta etapa, as secretarias poderão contratá-las para implementar suas soluções em Goiás. Confira as empresas selecionadas para desenvolvimento de protótipo e suas propostas de soluções: https://bit.ly/4a5mCrc.