Programa desenvolvido pelo Governo de Goiás, oferece aulas em português presenciais ou on-line. Interessados devem se inscrever pelo site inovacao.go.gov.br

Quase 3 mil pessoas estão fazendo o curso gratuito de Introdução à Ciência da Computação oferecido pela Universidade de Harvard, em parceria com o Governo de Goiás - Imagem: Edinan FerreiraO curso básico de Introdução à Ciência da Computação (CC50), da Universidade de Harvard, continua com inscrições abertas. Em pouco mais de dois meses, quase 3 mil pessoas se inscreveram no programa, que é desenvolvido pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e da Escola do Futuro de Goiás (EFG), em parceria com a Fundação Estudar. Os interessados podem se inscrever pelo site inovacao.go.gov.br.

O CC50 é voltado para pessoas que têm interesse em Ciência da Computação, porém, ainda não possuem nenhum conhecimento sobre o tema. O curso é totalmente gratuito, em português, e pode ser feito on-line ou presencialmente na Escola do Futuro de Goiás (EFG) Luiz Rassi, no Jardim Buriti Sereno, em Aparecida de Goiânia. Os inscritos têm um prazo de seis meses para concluir as 70 horas de aula, que estão divididas entre teoria, estudo de caso e monitoria.

Para o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, José Frederico Lyra Netto, a facilidade de fazer um curso desse nível gratuitamente pode despertar o interesse de muitas pessoas que provavelmente nunca teriam acesso à tecnologia. “Queremos popularizar a ciência e a tecnologia, mostrando que elas são opções profissionais para todos os públicos. Queremos estimular cada vez mais os goianos para formarmos uma legião de desenvolvedores, programadores e profissionais de tecnologia em Goiás”.

Todos os participantes recebem certificado emitido pela Fundação Estudar, em parceria com as Escolas do Futuro de Goiás, ao concluírem todas as atividades. Durante o CC50, os alunos aprendem a resolver problemas de programação de forma eficiente e têm acesso a conceitos de algoritmos, estruturas de dados, abstração, encapsulamento, gerenciamento de recursos, segurança, engenharia de software, desenvolvimento web e linguagens de programação, incluindo C, Python, SQL e JavaScript, além de CSS e HTML.

Os interessados que não possuem computador e internet de qualidade em casa podem fazer o curso no Laboratório de Informática da EFG Luiz Rassi. A criação das turmas presenciais é realizada de acordo com a demanda, e os monitores da unidade estão disponíveis para auxiliar os alunos. A parceria com a Fundação Estudar está firmada até dezembro de 2025, e as inscrições para o CC50 seguem fluxo contínuo até data próxima de finalização da parceria.



 

O texto da publicação continua após a publicidade