Espetáculo Don Quixote é atração na EFG em Artes Basileu França, com participação de bailarinos convidados. Foto: SectiCia Jovem do Teatro Escola Basileu França e Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás (OSJG) apresentam clássico do ballet de repertório. Apresentação ocorre de quinta, 04, a domingo, 07, e ingressos podem ser adquiridos pelo Sympla

O Teatro Escola Basileu França recebe, de quinta-feira, 04, a domingo, 07, um dos maiores clássicos do ballet de repertório: Don Quixote. Baseado no romance de Miguel de Cervantes, o espetáculo promete emocionar o público e tem como convidados o primeiro bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Cícero Gomes, e o bailarino da Márcia Milhazes Companhia de Dança, Domenico Salvatore. Os ingressos custam R$ 25 (meia-entrada) e podem ser adquiridos pela plataforma Sympla.

O texto da publicação continua após a publicidade

A preparação do espetáculo começou em janeiro e conta com 100 bailarinos e 60 músicos, envolvendo muita técnica clássica, além de uma exigente interpretação. “Isso demonstra a qualidade da formação das Escolas do Futuro do Governo de Goiás, e apresentando um clássico da literatura mundial que leva arte e conhecimento à população”, afirma o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, José Frederico Lyra Netto.

Don Quixote é um conto de heroísmo, romance e ilusão, que volta aos palcos da Escola do Futuro de Goiás (EFG) em Artes Basileu França após sete anos. “O público vai gostar bastante e, com certeza, as pessoas vão sair do teatro com um gostinho de quero mais. As cenas são cômicas, muito divertidas”, explica a diretora do espetáculo, Simone Malta.

Sobre os convidados, Cícero e Domenico, a diretora do espetáculo diz que é um importante intercâmbio entre as Cias de Dança. “Eles são bailarinos profissionais. O conhecimento de palco, as dicas de como interpretar, as mímicas, de como contar a história dançando, só podem vir de quem realmente viveu a dança profissionalmente”, enfatiza Simone.

A EFG em Artes Basileu França é ligada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e, desde 2021, a instituição de ensino é gerida pela Universidade Federal de Goiás (UFG), por meio do Centro de Educação, Trabalho e Tecnologia (CETT).



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage