Definição das lideranças do partido ocorreu em eleição com chapa única. Convenção também contou com filiação de sete novos prefeitos à legenda

O governador Ronaldo Caiado foi eleito o primeiro presidente do União Brasil em Goiás, em pleito com chapa única, que foi referendada por 62 prefeitos goianos, além de deputados, vereadores e lideranças do partido na sede do Diretório Estadual da legenda, em Goiânia, na noite desta sexta-feira, 14. “Aprendi na vida que a gente só se fortalece na política se tiver um partido estruturado”, destacou Caiado, que estava acompanhado da primeira-dama Gracinha Caiado e do vice-governador Daniel Vilela (MDB). 

O texto da publicação continua após a publicidade

Com a convenção, além de Caiado na presidência, o União Brasil terá em seu diretório regional o ex-deputado federal Delegado Waldir Soares como 1° vice-presidente; a deputada federal Silvye Alves como segunda vice-presidente; o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Bruno Peixoto, como terceiro vice-presidente; Luis Carlos Silva Rates, como secretário-geral; e Marcos Roberto Silva como tesoureiro.

Em discurso, o governador ressaltou os avanços em seu governo e agradeceu o apoio que obteve para a reeleição em 2022 conquistada no primeiro turno com 51,8% dos votos válidos. À frente da sigla, Caiado garantiu aos presentes que “vai honrar e saber representar os demais membros no cenário nacional”. “Acreditem no que digo. Nosso partido vai ser respeitado porque tem os melhores quadros e vai saber se fortalecer cada vez mais no debate nacional”, asseverou. 

Filiações
Outro ponto alto durante a convenção foi a adesão de novos prefeitos ao União Brasil. Filiaram à sigla Marden Júnior (Trindade), Flavio Divino Mauricio de Moura (Mara Rosa), Ivânia Alves Fernandes Pessoa (Matrinchã), José Carlos Guimarães Filho (Água Limpa), José Garcia de Souza (Aragoiânia), Helder Silva Bonfim (Posse) e Eleuses Rodrigues Gonzaga (Nova Roma). 

Os prefeitos de Aragoiânia e Matrinchã deixaram o PSDB, legenda de oposição ao governo Caiado; os prefeitos de Nova Roma e Água Limpa pertenciam ao Podemos; enquanto os prefeitos de Trindade, Mara Rosa e Posse trocaram, respectivamente, o Patriota, PDT e o Solidariedade pelo União Brasil. No total, o partido liderado pelo governador Ronaldo Caiado soma mais de 85 gestores municipais. 

Terceiro vice-presidente eleito, Bruno Peixoto, disse que agora o partido se empenhará para a eleição municipal de 2024. “Estamos iniciando nosso projeto para elegermos mais de 150 prefeitos no Estado. Vamos percorrer cada cidade”, pontuou. 

O prefeito de Itumbiara, Dione da Famóveis, afirmou que o partido tem muito respeito e admiração pela gestão de Caiado. “Levou benefícios aos quatro cantos de Goiás”. Daniel Vilela destacou que falava como presidente estadual do MDB. “É uma satisfação essa aliança construída em 2022. Foi uma vitória para o Estado, que permitiu a continuidade de prática política de seriedade, representada pelo governador”. 

Consolidação
Nas eleições do ano passado, em Goiás, além da reeleição do governador Ronaldo Caiado, o União Brasil elegeu seis deputados estaduais e dois deputados federais. O partido recebeu 12,5% dos votos na eleição proporcional estadual e 10,85% na federal. Nas duas eleições, foram os filiados do UB os mais votados no Estado: Bruno Peixoto, deputado estadual, que acabou se elegendo também presidente do legislativo goiano; e Sylvie Alves, a campeã de votos para a Câmara Federal.

O União Brasil nasceu em 2022, a partir da fusão do DEM, partido que elegeu Caiado ao governo de Goiás em 2018, com o PSL. A legenda é uma das maiores bancadas do Congresso Nacional, com 59 parlamentares na Câmara dos Deputados e nove cadeiras no Senado Federal, e reúne cerca de 545 prefeituras em todo o país.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage