Divulgação/Polícia CivilA Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra o Consumidor (Decon) instaurou procedimento para apurar possível crime contra as relações de consumo praticado por representantes de um marca de molho de tomate, com fábrica situada no município de Cristalina. Até o momento, duas vítimas compareceram à Decon noticiando que encontraram “corpos estranhos” em sachês de molho de tomate da marca. Os consumidores passaram mal após a ingestão do produto.

Em Goiás, a investigação foi aberta na mesma semana em que a Anvisa revogou resolução que suspendia comercialização de alimentos da referida marca produzidos em uma fábrica no interior de São Paulo. Os consumidores que notarem algo semelhante no produto, podem entrar em contato com a Decon pelos telefones (62) 3201-1532 ou do whatsapp (62) 98426-0700.

O texto da publicação continua após a publicidade


Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage