Divulgação/Polícia civilA Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC) deflagrou, nesta quarta-feira (29), a Operação Prostasia, que significa “proteção” em grego. O objetivo foi cumprir quatro mandados de busca e apreensão nas cidades de Goiânia e Anápolis, relacionados à investigação sobre pornografia infantil.

Segundo a delegada Marcella Orçai, titular da especializada, as buscas visavam encontrar imagens e vídeos de crianças e adolescentes em situação de exploração sexual. Duas pessoas foram presas em flagrante pela prática do delito do art. 241-B do ECA e diversos dispositivos eletrônicos apreendidos para análise. Em um dos alvos, mais de 600 arquivos de exploração sexual de menores foram catalogados. Um dos presos é professor em Goiânia.

O texto da publicação continua após a publicidade

A presente operação contou com o apoio da Homeland Security Investigations da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil e Polícia Federal (SERCOPI/DRCC).



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo