Divulgação/Policia civilA Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), em conjunto com a Polícia Militar, realizou, no dia 22 de março, a 2ª Fase da Operação Ilíada, para cumprimento de mandado de prisão temporária em desfavor de Alex Barbosa dos Santos, vulgo “Menor”, indivíduo que matou, mediante disparos de arma de fogo, a vítima Wesley Elias Silva. O crime ocorreu no dia 6 de março de 2023, na Rua Uirapuru, Parque Amazônia, em Goiânia.

De acordo com o apurado pela Delegacia de Homicídios, Alex teria matado a vítima a mando de Rayane e Edson, presos na primeira fase da operação, os quais seriam distribuidores de drogas para pequenos traficantes da região do Parque Amazônia e teriam mandado matar a vítima em razão de uma dívida de drogas entre eles.

O texto da publicação continua após a publicidade

Diante dessa determinação, Alex e outro indivíduo foram à residência da vítima, chegando ao local em uma bicicleta, arrombaram o portão e, quando a encontraram, efetuaram nela disparos de arma de fogo, causando-lhe a morte imediata. Toda a ação foi filmada por câmeras de segurança. O outro indivíduo que participou do homicídio foi morto no dia 19 de março de 2023, ao tentar assaltar uma policial penal que reagiu ao roubo em legítima defesa.

Após a prisão, foram feitas as comunicações de praxe, sendo os presos recolhidos ao cárcere, local onde ficarão à disposição da justiça.

A divulgação da imagem e identificação dos presos foi precedida nos termos da Lei nº. 13.869/2019, portaria n.º 02/2020 – PC, Despacho do Delegado Geral, n.º 000010828006 e Despacho DIH/DGPC- 09555 dos responsáveis pela investigação, fundamentada na possibilidade de surgimento de testemunhas que auxiliem no esclarecimento do crime em tela.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo