Reginaldo Lopes classificou o deputado goiano como defensor incansável do desenvolvimento regional e opositor ferrenho de qualquer aumento de impostos

Glaustin da Fokus e Reginaldo Lopes - Foto: Alex MalheirosO Centro-Oeste pode ficar tranquilo com seu representante no grupo de trabalho da reforma tributária. Nas palavras do coordenador do colegiado, Reginaldo Lopes (PT-MG), o deputado federal Glaustin da Fokus (Podemos-GO) é um “defensor incansável” das políticas de desenvolvimento da região e um “opositor ferrenho” de qualquer tentativa de aumentar impostos.

O texto da publicação continua após a publicidade

“Ele compreende as necessidades da população brasileira e, como empresário, trabalha diretamente com os consumidores. Então, dentro do grupo, tem sido um guerreiro no sentido de não votar nada que signifique aumento de carga tributária”, comentou Reginaldo em coletiva de imprensa durante debate na Casa da Indústria, em Goiânia, nesta quinta-feira, 16. “Além disso, o Glaustin sempre defende a importância do Centro-Oeste e a urgência de uma nova política de incentivo ao desenvolvimento regional. Vemos nesse deputado um grande goiano e temos muito orgulho de ele estar participando conosco.”

Glaustin destacou a relevância econômica dos empreendedores presentes no evento promovido pelo Fórum de Entidades Empresariais de Goiás (FEE) e pela Associação Brasileira Pró-Desenvolvimento Regional Sustentável (Adial Brasil).

“Sabemos do tamanho da responsabilidade de ouvir aqui o PIB do Centro-Oeste, geradores de emprego e riqueza, pessoas que pagam em dia impostos federais, estaduais e municipais”, disse o parlamentar goiano. “Temos a palavra do nosso coordenador Reginaldo e dos outros 10 deputados do grupo que a carga tributária não vai aumentar. Precisamos de um modelo que mantenha a segurança que os incentivos fiscais trazem hoje à nossa região.”

Na opinião do secretário extraordinário da Reforma Tributária do Ministério da Fazenda, Bernard Appy, “a concessão de incentivos fiscais como forma de atração de empresas já não funciona mais, uma vez que todos os estados passaram a adotar essa mesma estratégia, resultando na chamada guerra fiscal”. Ele informou que o governo federal prioriza o Fundo de Desenvolvimento Regional, visto como “um mecanismo muito mais eficiente”.

A coordenadora da bancada goiana na Câmara dos Deputados, Flávia Morais (PDT-GO), reconheceu o papel de Glaustin como referência em reforma tributária entre os 20 parlamentares goianos no Congresso Nacional. “Nessa questão ele é o nosso líder porque conhece a área e nos representa muito bem no grupo de trabalho”, afirmou. “Então é ele quem vai nos pautar nesse tema. E eu fico feliz de vê-lo já participando em todos os momentos dessa construção.”

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, recordou os primeiros passos de Glaustin na vida empresarial, ainda como seu funcionário, e acrescentou que o deputado “sente na pele como empresário e entende perfeitamente o que significa a reforma tributária”, sobretudo por acumular a experiência de ter sido membro titular do colegiado especial que avaliou a proposta em 2019 e também ter integrado a comissão mista instalada em 2020 para elaborar um texto de consenso a partir das propostas que tramitavam na Câmara e no Senado.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo