Divulgação/Polícia CivilA Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Municipal de Caldas Novas, concluiu uma investigação onde se apura a prática de crime de maus tratos contra um cachorro, fato ocorrido 23 de dezembro do ano passado, em um pet shop da cidade.

Segundo consta na ocorrência policial, a proprietária do animal deixou seu cachorro em um pet shop para receber cuidados e atenção - no entanto, ao receber o animal, percebeu que ele estava com um dos olhos machucado.

A proprietária do animal, revoltada com a situação, pediu explicação ao responsável pelo local, que não soube explicar, acreditando se tratar de uma irritação no olho do animal. A Polícia Civil, de posse das imagens do circuito interno do estabelecimento, identificou que um funcionário praticou o crime de maus tratos enquanto secava os pelos do cachorro, oportunidade em que o agrediu por diversas vezes com o secador e o queimou com o ar quente que soprava do aparelho, torturando o animal que estava acorrentado.

De posse das informações, a autoridade policial iniciou as investigações, determinando aos agentes que comparecessem ao local e intimassem o autor e demais testemunhas do fato para prestarem esclarecimentos. Nesta quinta-feira, 09, o suspeito, de 19 anos, compareceu na Delegacia de Polícia de Caldas Novas, onde foi interrogado - porém, orientado por seu advogado, permaneceu em silêncio, desejando se manifestar somente em juízo.

Diante dos depoimentos testemunhais e das imagens que flagraram o autor cometendo o crime, a Polícia Civil conclui as investigações, indiciando o autor pela prática de crime de maus tratos a animais e se condenado poderá pegar pena de até cinco anos de reclusão.

Após o fato, o cachorro foi levado aos cuidados de um veterinário e passa bem.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo