Divulgação/Polícia CivilA Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), cumpriu dois mandados de prisão temporária nesta quinta-feira, 09, contra Neimar Fleury Valente, de 39 anos, suspeito de ter praticado, mediante pedradas, o homicídio de Pedro Paulo Machado Alves, vulgo Miquinho. O fato ocorreu em 12 de outubro de 2022, na Rua dos Buritis, Jardim Vila Boa, Goiânia. O suspeito foi preso em meio à Operação Hades.

Conforme apurado, o preso e a vítima estavam ingerindo bebidas alcoólicas e consumindo drogas juntos quando se desentenderam. Durante esse desentendimento, Neimar e o outro indivíduo, ainda não identificado, teriam golpeado a vítima com pedradas até a morte. O indivíduo preso já tem passagem criminal por um crime de roubo e ficou conhecido em Goiânia por um “meme” que circulou nas redes sociais, no ano passado, em que pede dinheiro no semáforo fingindo ser surdo.

O texto da publicação continua após a publicidade

A divulgação da identificação do preso foi precedida nos termos da Lei nº 13.869/2019, portaria nº 547/2021 - PC, Despacho DIH/DGPC - 09555, do responsável pela prisão, justificado pelo fato de poder auxiliar no surgimento de novas provas do crime.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo