Valdivino Santana, que trabalha na Casa de Apoio de Goianésia em Goiânia, fez questão de comparecer, na semana passada, ao ato de entrega, pelo prefeito Leonardo Menezes, da reforma e ampliação da Creche Municipal Márcio Túlio Oliveira Santana. Aos 73 anos, convidado pelo prefeito, ele saiu da capital do estado, sozinho, às 03h00 de quinta-feira, 19, para estar cedo na cerimônia de inauguração.

“Estou surpreendido, porque essa creche existe há mais de 30 anos e, por várias gestões, sempre recebeu atenção especial do município, e sempre sofreu reformas, mas nunca uma tão boa como essa agora. Estou impressionado com o serviço feito aqui”, afirmou Sr. Zinho, como é conhecido o pai do patrono da unidade, daí o convite especial que lhe fora feito pelo cerimonial da Prefeitura. “Vim especialmente para esta inauguração. Levantei 3h da manhã para não chegar atrasado”.

O texto da publicação continua após a publicidade

Assim que chegou à unidade, Zinho conheceu toda a estrutura reformada e ampliada, acompanhado pela diretora de Comunicação da Prefeitura, Adria Lima. “Eu não tinha visto a reforma, ainda. Vi hoje. Cheguei aqui, vi e fiquei impressionado. Isso que o Leo fez aqui dificilmente outro prefeito fará. Muito boas as obras”, asseverou o pai de Márcio Túlio, em entrevista.

Na cerimônia, o Sr. Zinho foi convidado a integrar a mesa virtual junto das autoridades e da gestora da unidade, Luciana Faria de Jesus. Embora chamado a falar, optou por não fazer pronunciamento, dada a emoção.

“Não vou mentir, não, Zinho; eu também estou emocionado”, disse o prefeito, em discurso. “Eu me emociono de poder entregar benefício tão grande à população; e também pelo fato de ter conhecido o Márcio Túlio. Somos amigos da família há muitos anos. Eu conheci o seu filho, sei o que vocês [familiares] passaram. Parece de propósito a gente poder inaugurar essa primeira obra, a creche com o nome do Márcio Túlio. Me emociono muito também”.

Márcio Túlio
Nascido em Goianésia, a 30 de setembro de 1979, Márcio Túlio de Oliveira Santa, o Marcinho, seu apelido de família, era ainda menino, com 12 anos incompletos quando um acidente lhe tirou a vida. Toda a família, exceto o Sr. Zinho, estava no carro, em viagem de retorno de Goiânia a Goianésia, quando aconteceu o fatídico. O menino, querido por todos, faleceu na hora.

“Era um menino bonachão, tranquilo, divertido, alegre, que fazia amizade com muita facilidade, muito responsável e que gostava da vida. Mas, infelizmente, aconteceu”, narrou depois da inauguração o Sr. Zinho, ainda triste com o episódio.

O acidente foi 30 quilômetros antes de Nerópolis. Valdivino Santana, o Zinho, lembra-se que Marcinho e seus irmãos, os hoje doutores Marco Santana, médico, e Nádia Santana, psicóloga, moravam em Goianésia e estudavam em Goiânia. A mãe, Rúbia Santana, costumava levá-los. Iam todo domingo à tarde e retornavam na sexta. Em uma dessas viagens, na volta para Goianésia, no dia 15 de março de 1991, aconteceu o acidente - no carro estavam cinco pessoas, incluindo a hoje também médica Dra. Lívia, filha de Dr. Antônio, do Hospital São Carlos, que pegava carona com a família e também sofreu contusões.

Para homenageá-lo, Gilberto Naves, então prefeito, construiu a creche e deu o nome de Márcio Túlio para a unidade, agora reformada e ampliada pelo prefeito Leonardo Menezes.

Zinho se lembra da inauguração, da qual também participou, na gestão do prefeito Gilberto Naves. “Dr. Gilberto mandou me chamar, eu e o meu sogro, que é avô, para colocar o nome do Márcio Túlio. Ele fez isso aí e, durante muito tempo, eu dava assistência, quando eu ficava mais perto. Depois fui para longe - morei oito anos em São Paulo - e desliguei um pouco. Mas isso aqui [a Creche Márcio Túlio] está no meu coração”.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo