Divulgação/PCDFA Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), cumpriu, na manhã desta quinta-feira, 15, mandado de busca e apreensão em Goianésia, em desfavor de um suspeito de envolvido em fraudes bancárias contra instituição financeira de Brasília.

A investigação, que é desdobramento da Operação Insider, da DRCC, tem como objetivo elucidar 19 furtos em contas bancárias, que totalizaram em um prejuízo de, aproximadamente, R$ 1,8 milhão às vítimas.

O texto da publicação continua após a publicidade

O caso é investigado pela PCDF pelo fato de que as contas bancárias que foram fraudadas são de correntistas do Distrito Federal. Os investigadores localizaram diversos dispositivos eletrônicos utilizados na prática das condutas criminosas.

Depois de creditados, os valores eram transferidos para outras contas bancárias ou utilizados para pagamento de boletos e em compras diversas.

Conforme apurado, as condutas indicam a prática do crime de furto mediante fraude eletrônica, com pena de quatro a oito anos de reclusão e, possivelmente, de associação criminosa, com pena de um a três anos de reclusão.

A operação, desta quinta-feira, foi coordenada pela DRCC/PCDF e contou com apoio da Polícia Civil do Estado de Goiás.

O nome da operação Insider faz referência à tradução da expressão em inglês para uma pessoa que tem acesso a informações privilegiadas nas empresas, participando de operações importantes e obtendo informações que possam ser usadas de forma ilegal para obter vantagem financeira.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo