Nesta terça-feira, 13, a Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), prestou apoio à DRFV/PCDF, que deflagrou a Operação Barão, visando desarticular um grupo criminoso responsável por diversos roubos de caminhonetes no Distrito Federal. Para tanto, foram cumpridos mandados de prisão e busca e apreensão domiciliar nas regiões do ADE de Águas Claras, Areal, Arniqueiras, Ceilândia e Goiânia/GO.

Após 9 meses de investigação, descobriu-se que esse grupo criminoso, sediado nas regiões do Areal e ADE de Águas Claras, teria sido responsável por pelos menos oito roubos de caminhonetes neste ano. As investigações também mostraram que os suspeitos preferencialmente escolhiam suas vítimas em estacionamentos de supermercados no DF, cujos condutores fossem idosos, e que os veículos mais buscados eram Hilux. Segundo se apurou, após o roubo, as caminhonetes eram ocultadas em galpões em Águas Claras, onde, após troca de placas, eram enviadas para compradores em Goiânia.

O texto da publicação continua após a publicidade

Durante a operação, foram encontradas peças roubadas na loja de dois dos alvos, sendo lavrado APF em desfavor dos autores. Em outro local de busca, embora o alvo não se encontrasse, dentro do imóvel foi identificada uma pessoa contra a qual pendiam 5 mandados de prisão, que foram cumpridos pela equipe da DERFRVA goiana. A operação policial recebeu o nome de “Barão”, em referência ao apelido do principal comprador dos veículos. Os envolvidos responderão pelos organização criminosa, roubo majorado, receptação qualificada e adulteração de sinais identificadores de veículos.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo