Divulgação/PCA Polícia Civil de Goiás, através da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia, realizou, nesta quarta-feira, 07, o cumprimento de mandado de prisão preventiva de um indivíduo de 31 anos, por ter submetido uma criança de 07 anos a práticas de conjunção carnal, ocorridas em Goiânia.

As investigações iniciaram após a avó materna ter notado sinais de puberdade precoce na criança, que estava com período menstrual ativo, e relatado tais fatos aos policiais desta Especializada.

O texto da publicação continua após a publicidade

No decorrer dos procedimentos de encaminhamento e atenção à saúde da criança vítima de violência, foi possível verificar que o autor das práticas delitivas seria o ex-padrasto da criança, o qual é natural do estado do Pará e, inclusive, estava em processo de fuga para o referido local.

Após deferimento da cautelar constritiva pelo plantão do Poder Judiciário goiano, foi possível realizar o cumprimento da prisão preventiva, sendo encontrado em poder do investigado um simulacro de arma de fogo, o qual foi apreendido pela equipe da DPCA/Goiânia e integrará o bojo do Inquérito Policial.

Após as comunicações de praxe, o preso foi recolhido à unidade prisional e encontra-se à disposição do Poder Judiciário.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo