Juliano Martins e Sandra Nunes — Foto: Reprodução/FacebookUm homem foi preso por furtar a arma de um amigo policial penal para matar a ex-companheira a tiros enquanto ela dormia ao lado da filha de 6 anos, segundo a Polícia Civil. O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira, 12, em Itaguari, no centro de Goiás. Familiares contaram que a criança, que é filha do suspeito, não foi baleada.

De acordo com a Polícia Militar, Sandra Nunes teve um relacionamento de 14 anos com o empresário Juliano Martins, mas havia terminado há pouco tempo. À PM, o homem confessou que a matou porque não aceitava o fim da relação e porque suspeitava de traição.

O texto da publicação continua após a publicidade

Em nota, o advogado do suspeito, Piterson Maris, informou que o cliente agiu por impulso, pois estava sob efeito de álcool. Disse também que vai provar em fase judicial que ele está falando a verdade e, quanto a boa fé, ficou demonstrado, pois ele mesmo se entregou no batalhão da Polícia Militar.

À TV Anhanguera, o delegado responsável pelo caso, Kahlil Nogueira, contou que o empresário estava bebendo com o amigo policial no depósito de gás que é dono, depois esperou o homem dormir para furtar a arma e trancá-lo em uma sala.

Sandra foi atingida com ao menos três disparos e chegou a ser socorrida. Ela foi levada para o hospital municipal da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Civil ainda informou que o empresário fugiu após o crime e que se entregou no batalhão da PM de Itaberaí. Já o policial que ficou preso na sala, foi resgatado e prestou depoimento.

Conforme o delegado, Juliano Martins segue preso e deve responder por feminicídio, furto e cárcere privado por ter deixado o amigo trancado.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo