Um homem condenado à morte no Texas solicitou que a sua execução, agendada para 13 de julho, seja adiada para que ele possa doar um rim. As informações são do Yahoo.

Ramiro Gonzales foi condenado por ter matado uma mulher, Bridget Townsend, em 2001, de 18 anos. Os restos mortais da adolescente ficaram desaparecidos por dois anos até serem encontrados.

O texto da publicação continua após a publicidade

A defesa de Gonzales solicitou ao governador do Texas, o republicano Greg Abbott, uma suspensão de 30 dias à execução, para que o preso possa ser considerado um doador vivo "para alguém que precise urgentemente de um transplante de rim".

De acordo com os advogados, Gonzales foi avaliado pela equipe de transplantes da Universidade do Texas e é considerado um excelente possível doador.

Os exames revelaram que o preso tem um tipo sanguíneo raro - o que significa que a doação pode beneficiar alguém com dificuldades em achar um doador compatível. Segundo os advogados, a equipe médica garantiu que o procedimento pode ser concluído em até 30 dias.

A solicitação deve ser votada no dia 11.



Fique bem informado, nos acompanhe em nossas redes sociais
Telegram
Instagram
Twitter
Facebook - Grupo
Facebook - FanPage
WhatsApp - Grupo