Com a música Run To You, de Whitney Houston, a jovem Gabriella Rodrigues de Aguiar, de 18 anos, ganhou, em primeiro lugar, a segunda edição do Festival Canta Mulher, realizado neste mês de março, em Goianésia, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, e levou para casa R$ 3 mil, o troféu de campeã e um prêmio surpresa, anunciado pelo prefeito Leonardo Menezes pouco antes da final do certame: vai cantar no Goianésia Mix Festival deste ano.

Luciana Pereira, intérprete de Deus Proverá, de Gabriela Gomes, ficou em segundo lugar; e Márcia Roberta, que interpretou Palavras, de Lauriete, em terceiro. Não foram anunciadas as posições das demais finalistas.

O texto da publicação continua após a publicidade

O resultado saiu depois da apresentação, na noite dessa sexta-feira, 25, de nove das 10 finalistas - uma delas, Mária Resende, sentiu-se mal e não subiu ao palco, mais precisamente no Coreto José Abigair Barbosa, que foi entregue à população, revitalizado, pelo prefeito Leonardo Menezes e pelos secretários municipais de Planejamento, Frederico Sacchis, e da Cultura e Turismo, Willian Teófilo, ciceroneados por várias autoridades.

Ao todo, 39 candidatas estavam inscritas no Festival Canta Mulher II, que este ano teve fase eliminatória, na terça-feira, 22 de março. A eliminatória, no Teatro Maria Ivony Corrêa Guimarães, do Centro Cultural Berchiolina Rodrigues, reuniu 38 concorrentes, que cantaram à capela, 10 delas selecionadas para a final, sendo uma do distrito de Natinópolis, avaliadas pelas quatro juradas técnicas do certame: as cantoras Michelly Malka, campeã do primeiro Canta Mulher, no ano passado; Rosimeire Aparecida da Silva, a Rose; Esther Cristina, também ministra de Louvor; e Lucinha Telles, professora de canto e violão.

Nessa sexta-feira, nove candidatas cantaram, em ordem definida por sorteio, para numeroso público, acompanhadas pelos músicos, o violonista Rodrigo Martins e o percussionista Marcelo Falcão.

Quem foi à praça ainda ouviu, antes das apresentações, todas as autoridades presentes elogiarem o governo municipal pela revitalização do Coreto, palco e símbolo maior da cultura local.

Ali, as candidatas foram julgadas, dessa vez, pelas mesmas juradas técnicas e mais três convidadas: a primeira-dama do município, Eloá Menezes; a assessora do gabinete do prefeito, Selmi Martins; e a capitã Ana Lúcia, do Corpo de Bombeiros.

Antes de chamadas ao Correto, individualmente, para interpretarem as músicas de suas escolhas, cada candidata foi apresentada em vídeo pitch produzido pela assessoria da prefeitura, no qual contaram a relação delas com a música. No palco, cantaram sob manifestações efusivas de suas respectivas torcidas organizadas.

Após as apresentações, foram informados, para o público, as vencedoras, do terceiro para o primeiro lugar, e lhes entregues as premiações, em dinheiro - dobrada em relação ao primeiro festival, no ano passado - e em troféus.

As candidatas foram avaliadas nos quesitos afinação, presença de palco, interpretação, ritmo e dicção e receberam notas de 5 a 10. As três premiadas obtiveram as maiores somas.

Gabriella Aguiar conquistou o primeiro lugar na segunda edição do Festival Canta MulherGabriella Aguiar recebeu R$ 3 mil, além do troféu de campeã; Luciana Pereira, R$ 2 mil e troféu; e Márcia Roberta, R$ 1 mil mais troféu.

“Estou feliz, mas eu não esperava. Fiquei surpresa, eu estava esperando outra ganhadora”, disse Gabriella Aguiar, sobre a conquista do primeiro lugar no festival e já com o troféu na mão, o segundo dela em dois anos de Canta Mulher, já que no ano passado foi terceira colocada no certame.

“Aumentou muito o nível, em comparação com o ano passado”, constatou. “Eu pensei que eu não teria chance, não.”

Mãe Coruja
Diferente da filha vencedora, dona Marta Aguiar, que também canta, mas optou por inscrevê-la no ano passado, disse que já esperava Gabriella ficar, neste ano, com o troféu de primeiro lugar. Dessa vez foi a própria Gabriella quem se inscreveu no festival.

“Muito feliz, muito feliz”, repetiu, depois do resultado, a mamãe coruja, que, de frente do Coreto, fez chamada de vídeo para o pai de Gabriella, em Minaçu, e a irmã dela, em Goiânia, para que ambos a vissem cantando no festival.

Repercussão
“Estamos felizes. Temos um prefeito que ama a cultura e ele prova isso, não em palavras, mas em atitudes, quando ele resgata o Coreto, para que possa ser revitalizado e reutilizado pelos artistas e pela comunidade como um todo”, disse o secretário municipal de Cultura e Turismo, Willian Teófilo.

“Estamos felizes, gratos, e com um festival, o segundo Canta Mulher, com mulheres lindas, talentosos, com juradas super especiais. Só temos a agradecer a todos e, principalmente, ao cidadão goianesiense, que aqui permaneceu”, continuou, indicando que elaborará um cronograma para realizar variados eventos no Coreto. “O Coreto está de volta”, sinalizou.

Goianésia Mix
Durante pronunciamento, quando inaugurou o Coreto José Abigair Barbosa, o prefeito Leonardo Menezes destacou a importância do Festival Canta Mulher e, antes da apresentação das finalistas, anunciou a participação da vencedora do festival no Goianésia Mix deste ano, sendo festejado pelo público.

Novo Coreto
O prefeito e os secretários municipais do Planejamento, Frederico Sacchis, e da Cultura e Turismo, Willian Teófilo, juntamente com outras autoridades municipais e pelo sobrinho de José Abigair, Vladmir César Pereira, descerraram a placa de inauguração da revitalização do Coreto, cuja obra integra o Programa Crescendo de Canto a Canto, lançado em junho do ano passado, nas comemorações dos 68 anos de Goianésia.

A entrega do Coreto revitalizado é a mistura de duas ações, uma voltada para a área de obras e infraestrutura, e a outra para a simbologia, “muito importante”, segundo a assessoria da prefeitura, porque resgata a tradição e a cultura do município.

“A gente não poderia deixar de resgar isso aí para a nossa cultura”, afirmou o prefeito Leonardo Menezes, para quem a obra no Coreto resgata um equipamento público que “faz parte da história de Goianésia e de muitas gerações do município”. “Nesse tempo que a gente tem vivido, aproximar as pessoas, levar cultura, trazer novos talentos, isso é muito importante. Eu fico feliz participar disso, de trazer de volta o Coreto que sempre fez parte da Praça Laurentino Martins e sempre fez parte da história de Goianésia”, declarou depois o prefeito, em entrevista.

Chamado de “prefeito moderno”, por sua gestão conduzir outro programa, o Cidade Moderna, Leonardo disse que Goianésia está se modernizando, mas sem se esquecer do seu passado.

“A gente não pode pensar na modernização, pensar no futuro, se a gente esquece do passado. Tem que preservar, valorizar o passado, para pensar no futuro”, pontuou, dizendo que o objetivo é trazer as pessoas para a praça, propiciando a interação de gerações e a valorização das famílias.

De canto a canto
Lançado há menos de um ano, o Crescendo de Canto a Canto tem por objetivo fazer investimento superior a R$ 10 milhões na cidade de Goianésia, de canto a canto, de leste a oeste e de norte a sul. Pelo programa, todas as regiões de Goianésia terão uma marca dessa gestão, em ações, obras e investimentos.

A primeira dessas obras é a revitalização do Coreto, cuja importância foi ressaltada, também, em pronunciamento, pelo secretário de Planejamento, Frederico Sacchis.

“Qualquer palavra que eu disser aqui, o ato concreto desse projeto fala mais alto. Maior do que qualquer discurso, a realidade desse espaço já é por si autoexplicável. O prefeito Leonardo Menezes idealizou e devolve, hoje, a cultura para a praça; e essa revitalização do Coreto é para vocês”, indicou o titular do Planejamento. “Hoje é uma noite de agradecimentos", disse, parabenizando o prefeito, pela iniciativa, e o ex-prefeito Renato de Castro, “por ter deixado a casa em ordem e permitido que se trouxessem novos projetos para a população”.

As bênçãos do coreto
O padre Giovani Guimarães, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, e o pastor Hairton Gonçalves de Carvalho Júnior, da Igreja Presbiteriana Renovada, pediram as bênçãos sobre o Coreto, o qual o católico chamou de monumento e destacou a sua importância para a cultura.

“A cultura é dom de Deus”, comentou ainda o padre. “Esse é um lugar de amizade e de grandes relacionamentos. E essa é uma das premissas da cultura: a promoção dos encontros das pessoas”, completou o pastor.

Momento histórico
O secretário Willian Teófilo considerou um momento muito especial, para Goianésia e o seu povo, a entrega do Coreto, local de encontros de muitos casais no passado e por onde passaram talentos na música, alguns dos quais, hoje, reconhecidos nacionalmente, como a dupla Israel (filho de Goianésia) & Rodolffo; e o também goianesiense Mateus Carrilho.

“A cultura traz duas coisas, dentre tantas outras, muito importantes. Primeiro tem o poder de eternizar a história. Não há história sem cultura, não há povo sem cultura, não há sociedade sem cultura, de modo que a cultura faz com que essa história fique viva para os nossos filhos, netos, bisnetos e toda posteridade”, enfatizou.

“A cultura tem também o poder de trazer alegria”, continuou Teófilo, enaltecendo a Banda Municipal Lira Musical Orcena, e o seu maestro, Eduardo, que apresentaram ao público Stand by me e homenagem a Marília Mendonça.

Durante a noite, o Governo de Goianésia homenageou a agente cultural Rute Oliveira, que fez e faz tanto pela cultura, segundo Willian Teófilo, “quase canonizada culturalmente em Goianésia”, a quem a primeira-dama Eloá Menezes fez a entrega de um buquê de flores; e a aposentada Joaquina Cardoso, mãe do cantor Guilherme Cardoso, falecido no ano passado, a quem a ex-secretária de Promoção Social, Igara de Castro, fez a entrega também de flores.

Outras cinco mulheres que tiveram e têm papel relevante na cultura e história de Goianésia foram igualmente homenageadas, essas com o Troféu Berchiolina Rodrigues: Solange Gonçalves Ribeiro, Sebastiana Perpétua Rezende, Neusa Aparecida Barreto, Dulce Ananias da Silva e Fânia Borges Santos foram indicadas, as quatro primeiras, respectivamente, pelas secretarias municipais do Planejamento; da Cultura e Turismo; da Promoção Social; e da Mulher, Família e Direitos Humanos; e a quinta pelo Poder Legislativo municipal.

Presentes
Prestigiaram o Canta Mulher II e a inauguração da revitalização do Coreto da Praça Laurentino Martins Rodrigues, além do prefeito Leonardo Menezes, da primeira-dama e secretária da Promoção Social e da Mulher, Família e Direitos Humanos, Eloá Menezes, que ainda atuou como jurada, e dos secretários do Planejamento e da Cultura e Turismo; a diretora de Eventos Culturais da Secretaria da Cultura e Turismo, Lorrane Silva; os também secretários municipais da Infraestrutura, Gesmar Calanguinho, do Meio Ambiente e Serviços Urbanos, André Wenceslau, de Finanças, Wiliam Costa; o procurador jurídico do município, Dr. Nedson Ferreira; o chefe de gabinete do prefeito, Thalles Moura; o vice-prefeito João Pedro Almeida; o ex-prefeito Renato de Castro, acompanhado de sua esposa, a ex-secretária de Promoção Social, dona Igara de Castro; a vereadora Salete Carrilho, vice-presidente da Câmara Municipal, e seus pares, Professor Hiago, Edvam da Costa e Geraldo do Pastel; o ex-vereador Eustáquio Naves; o ex-secretário da Casa Civil, Manoel Castro de Arantes, o Fião, e sua esposa, dona Lizeti Rodrigues de Menezes e Castro; e outros ex-secretários municipais.



Estamos com uma nova conta no Instagram! Fique bem informado. Clique aqui e siga-nos