Durante reunião realizada nesta quarta-feira, 23, o prefeito Leonardo Menezes, deu as boas vindas aos vereadores Ariovaldo Gomes e Ismael Francisco, à base aliada. Agora, a bancada de situação passa a contar com 13, dos 15 vereadores, a maior, que um prefeito de Goianésia já possuiu.

Os dois vereadores pertenciam ao PSL, que fundiu com o DEM, formando o União Brasil. Eles tinham a prerrogativa de sair do novo partido e filiarem em outro, sem incorrer na perca de mandato, no entanto, preferiram permanecer e se juntarem ao grupo situacionista.

“Na história de Goianésia, nunca teve um prefeito, com a Câmara, com a totalidade de vereadores de situação. O Ari num está só fundindo o partido não, o Ari hoje é gestão. O Ari hoje é Leonardo Menezes”, explanou Aparecido Costa, principal articulador da vinda dos vereadores para a situação.

“Um ponto a mais essa nova junção. O PSL e o Democrata se formou a liderança nossa que hoje somos União Brasil. Dizer que, o que está indo bem, a gente só completa”, ponderou Ismael Francisco, o Ismael do Gasparino.

“Declarei, Léo, que ia ser seu adversário quatro anos. Mais você fez eu mudar de ideia, porque os partidos se juntaram, e eu vou sair pra que? Qual a razão? Qual a razão do Ariosvaldo, do Ismael, largar o União Brasil? Prefeito bem avaliado, prefeito que trabalha com transparência, prefeito que busca a integração com a comunidade com todos os vereadores, com todos os secretários. É um prefeito que busca fazer com que a mão do poder público cheque aos mais necessitados”.

“O Ariosvaldo foi chefe da Casa Civil, presidente da Câmara, bem atuante. Ismael também, dentro da política em si, caminhando, atuando bem, dentro da política. Sejam bem vindos... estão dando as boas vindas pra vocês, por esta união, que eu tenho certeza, será um sucesso”, disse Leonardo Menezes, prefeito de Goianésia.



Estamos com uma nova conta no Instagram! Fique bem informado. Clique aqui e siga-nos