José Eliton pede licença e Marconi Perillo assume presidência do PSDB em Goiás(Foto: Governo de Goiás / Arquivo)Goiânia (Mais Goiás) - José Eliton pediu licença da presidência do PSDB em Goiás. O pedido foi feito na quinta-feira, 16, e quem assume a liderança do tucanato goiano é o ex-governador Marconi Perillo. O afastamento é por tempo indeterminado para tratamento de saúde.

Eliton assumiu a liderança do partido ainda em março, após o ex-presidente Jânio Darrot se desligar e filiar ao Patriota. Com isso, o partido criou uma comissão provisória com o ex-governador como presidente.

O texto da publicação continua após a publicidade

Por se tratar de um mandato tampão, não havia a figura de vice. Por isso, Marconi Perillo, que é secretário-geral do partido, assumiu a direção.

Ao Jornal O Popular, José Eliton garantiu que sua saída não tem motivação política, apenas uma questão de saúde. Segundo ele se trata de um nódulo próximo ao rim, que precisa ser removido em cirurgia. Além disso, o ex-governador está com inflamação do apêndice.

PSDB passa por crise em Goiás?
Após a série de derrotas que sofreu em 2018 em Goiás, o partido passa por um período de indefinição no Estado. Jânio Darrot, ex-prefeito de Trindade, chegou a ficar por quase dois mandatos na presidência do PSDB, mas se mostrava relutante, tanto que foi para o Patriota em busca de uma chance de se candidatar em 2022.

Ainda não há um nome para a ser o candidato do PSDB ao governo do estado. Nos bastidores, aponta-se que Marconi Perillo é o principal fiador da candidatura de Gustavo Mendanha para o ano que vem. No entanto, o prefeito de Aparecida de Goiânia deve buscar outro partido para se aninhar.

Já Marconi Perillo deve se candidatar para deputado federal. Ao Mais Goiás, o ex-governador disse que o partido terá candidato ao governo. Porém, sem citar nomes.