As equipes da Goinfra já adiantam o serviço de terraplanagem para a pavimentação do último trecho que resta para a entrega da duplicação da GO-080 à população goiana - Fotos: Fábio CostaO desfecho da novela da duplicação da GO-080 está prestes a acontecer. As máquinas da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) já estão no trecho de 2,6 quilômetros da rodovia, entre os municípios de Nerópolis e Petrolina de Goiás, para garantir um final feliz a essa história, avançando nos serviços de terraplenagem, que precedem a implantação da pavimentação asfáltica em concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ), da correção da erosão e da construção de um bueiro celular.

O presidente do órgão, Pedro Sales, esteve no local, na manhã desta terça-feira (08/06), para vistoriar a execução dessa faixa restante de obras, que vão completar os 63,28 quilômetros que se entendem até a BR-153. “Vamos decretar o fim de uma espera dolorosa para a população do Centro goiano. Várias vidas se perderam ali e muitos anos se passaram sem que uma solução definitiva fosse apresentada”, disse Pedro Sales, que continuou: “na gestão do governador Ronaldo Caiado, e por meio do programa Goiás em Movimento, a população vai, finalmente, receber esse investimento importantíssimo em trafegabilidade, com o respeito e a qualidade que merece”.

O texto da publicação continua após a publicidade

O gestor informou que a promessa se arrasta desde 2014 e que, por ser muito antiga, já passou por muitas revisões orçamentárias. Em valores atualizados, o custo total do benefício está calculado em mais de R$ 201,6 milhões, um recurso proveniente do Tesouro Estadual e do Banco do Brasil Estruturante, que vai viabilizar a entrega ainda para 2021.

O trecho é muito utilizado por motoristas que têm como destino o Norte de Goiás, passando por Goiânia, pois encurta o caminho em cerca de 20 quilômetros até a BR-153. Isso, sem contar o seu papel fundamental no escoamento da produção dos segmentos agropecuário e confeccionista que se desenvolvem na região.

Sales pontuou que, no final do ano passado, a Goinfra fez um amplo trabalho de sinalização do desvio da passagem de pista dupla para pista simples, deixando o trajeto transitável até que as intervenções permanentes fossem autorizadas. “Essas ações emergenciais ficaram no passado. Agora, vamos imprimir ali também a nossa marca de qualidade e nossa responsabilidade sobre o conforto e a segurança dos usuários que, todos os dias, transitam por nossa malha rodoviária”, concluiu.