Nesta quinta-feira, 25, o Colegiado do Tribunal Regional Eleitoral - TRE - de Goiás realizará a 24ª Sessão Ordinária (24ª sessão virtual) e em pauta estará o pedido de impugnação da candidatura do vice-prefeito de Goianésia, João Pedro Almeida, o Almeidinha. A sessão está prevista para ter início às 17h00.

O recurso eleitoral foi encampado pela coligação “Unidos Por Goianésia” (MDB, PSDB, PSL, PSD, PV, PTC e PDT), em que se questiona a substituição do então candidato, Aparecido Costa (PTB), pelo Almeidinha (DEM), da coligação “O Crescimento Continua” (DEM, PTB, PODE, PATRIOTAS E REPUBLICANOS) a seis dias do pleito eleitoral de 2020 ocorrido em 15 ade novembro. A coligação Unidos Por Goianésia alega que a substituição teria sido feita fora do prazo legal.

O texto da publicação continua após a publicidade

A coligação liderada pelo MDB expõe, que o prazo máximo estabelecido pela Justiça Eleitoral para substituição de candidatos seria de 20 dias antes do pleito, porém, o pedido de mudança aconteceu no dia nove de novembro, ouse seja, seis dias. Já a coligação liderada pelo DEM alega que a substituição foi feita dentro prazo uma vez que Justiça Eleitoral estabelece que o partido político a que pertencer o substituído deverá pedir o registro do novo candidato “até 10 dias contados do fato” que deu causa à necessidade de substituição, o que foi feito.

O MDB e partidos aliados quer que a impugnação da candidatura do vice-prefeito João Pedro, o que afetaria os votos da chapa Leonardo Menezes/João Pedro, uma vez que os votos recebidos pela dupla seriam considerados nulos, tendo em vista que a atual legislação eleitoral preconiza que a chapa majoritária é única e indivisível.