Apesar de o julgamento sobre a suspeição de Sergio Moro ter sido suspenso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já planeja entrar com ação cível e criminal para responsabilizar o ex-juiz Sergio Moro. Procurada, a assessoria do ex-juiz Sergio Moro informou que ele não vai comentar.

Uma reunião de sua equipe de advogados ocorreria na manhã desta quarta-feira para tratar do assunto, mas a suspensão do julgamento acabou cancelando o encontro.

O texto da publicação continua após a publicidade

A ideia, porém, persiste. O formato é que é dúvida. A equipe jurídica de Lula avalia possíveis caminhos, como uma ação por indenização por danos materiais ou uma ação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

No limite, um dos objetivos é de que a ação seja julgada em segunda instância para tornar Moro inelegível para as eleições de 2022, em cujas pesquisas o ex-juiz tem pontuado bem diante de seus potenciais adversários.