A Polícia Militar de Campinas, São Paulo, resgatou neste sábado, 30, uma criança de 11 anos que era mantida em cárcere privado dentro de um barril, além do mais, o tambor ficava o tempo todo lacrado por um pedaço de mármore, sendo que o menor ainda era mantido acorrentado.

A polícia chegou á criança após receber uma denúncia anônima. O local, um barracão no Jardim Itatiaia, periferia da cidade, residia um casal, que não alimentava o menino.

O texto da publicação continua após a publicidade

“Ele disse para mim que chegou a comer fezes, porque não davam comida para ele”, contou o SGT Mike Jason, que ainda disse que a criança foi encontrada em situação desoladora.

Investigação inicial dá conta que o menor não filho biológico do casal. O SGT explicou que o homem havia dito que uma mulher, usuária de drogas, e com quem ele teve relação, afirmou que o filho era dele e o deixou com o casal.

Com quadro de desidratação extrema, a criança foi levada para o Hospital Ouro Verde, onde foi alimentado e aguarda os resultados de exames. O menino só receberá alta hospitalar quando estiver em um peso considerado ideal. O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Defesa da Mulher de Campinas.