R7 - A Petrobras anunciou nesta quarta-feira, 11, às distribuidoras que vai aumentar o preço da gasolina em 6% e do diesel em 5% em suas refinarias. O diesel utilizado por navios terá alta de 5,2%, informou a estatal. Os valores passarão a valer já nesta quinta-feira, 12.

O reajuste é o primeiro aplicado pela estatal em novembro, e segue-se a dois cortes consecutivos no preço da gasolina e um no do diesel no mês passado. Com a elevação, o preço médio da gasolina nas refinarias atinge R$ 1,7536 por litro, segundo dados da Petrobras, enquanto o valor médio do diesel passa a ser de R$ 1,6480 por litro, maior nível desde o início de setembro.

O texto da publicação continua após a publicidade

Ambos os produtos, porém, afastaram-se das mínimas vistas entre abril e maio - quando, no auge dos impactos das medidas restritivas relacionadas à pandemia de coronavírus, o litro da gasolina chegou a ser negociado a menos de R$ 1 pela Petrobras e o do diesel caiu a cerca de R$ 1,30. Os mais recentes aumentos ocorrem em meio a movimento de alta nos preços do petróleo no mercado internacional nos últimos dias, impulsionados por esperanças de uma vacina efetiva contra a covid-19.

A Petrobras afirma que seus preços levam em conta a chamada paridade de importação, impactada por fatores como as cotações internacionais do petróleo e o câmbio. O repasse dos reajustes nas refinarias aos consumidores finais, nos postos não é garantido e depende de uma série de questões, como margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de etanol anidro e biodiesel.