Dados da Secretaria de Estado da Saúde - SES - mostram que durante a Semana Epidemiológica 40, encerrada neste sábado, 03, Goianésia registrou três mortes provocadas pelo novo coronavírus, com isto, o número de óbitos confirmados chegou a 67, e seis mortes continuam sendo investigadas.

O pico das mortes em Goianésia aconteceu durante a semana 35 (de 23 a 29 de agosto), quando nove pessoas morreram. Apesar do número de óbitos ter aumentado durante a semana 40, a partir da semana 36 os óbitos começaram a cair. Com uma taxa de 95 óbitos/100mil habitantes, Goianésia sai da faixa vermelho escuro e vai para a faixa vermelha.

O texto da publicação continua após a publicidade

Das 67 mortes confirmadas, 23 pacientes possuíam doença cardiovascular, 12 possuíam doença respiratória, e 11 diabetes. Tais comorbidades contribuíram para o agravamento da contaminação do coronavírus, levando-os à morte.

A faixa etária que mais tem levado à morte é entre 60 e 69 anos, com 20 óbitos. De 70 a 79 anos foram 13 mortes, mesma quantidade para os de 80 anos acima. De 50 a 59 anos 12 pessoas morreram, de 30 a 39 morreram 5, de 40 a 49 anos aconteceram 2 óbitos, e de 20 a 29 anos, e de 15 a 19, uma pessoa de cada faixa morreu.

A doença matou em Goianésia 42 pessoas do sexo masculino, e 25 do sexo feminino.