Pessoas mais novas são as mais contaminadas pelo coronavírus em Goianésia, porém, o vírus tem sido mais letal em idosos. É o que mostra o Painel Covid-19 do Governo de Goiás, até a Semana Epidemiológica 36 encerrada no sábado, 05, quando a cidade contava com 1.738 casos confirmados do novo coronavírus.

Sem escolher idade, o vírus havia contaminado 63 crianças menores de 10 anos, e 29 entre 10 e 14 anos. A doença atingiu ainda 60 jovens entre 15 e 19 anos, e 348 entre 20 e 29 anos. De 30 a 39 anos o número ainda é maior. Foram registrados 423 casos. Entre 40 e 49 anos a doença se propagou em 347 pessoas, e entre 50 e 59 anos, o número foi 254.

O texto da publicação continua após a publicidade

Já na faixa dos idosos, os números foram bem menores. De 60 a 69 anos foram 125 contaminados, de 70 a 79, foram 57, e na faixa etária de 80 anos acima foram apenas 32, ou seja, dos 1.738 contaminados em Goianésia, só 214 foram de fato idosos.

Se por um lado os mais novos se contaminam mais, por outro, os idosos morrem mais. Das 44 mortes confirmadas pela Secretaria de Estado e Saúde, 30 foram idosos. Esmiuçando os números observa-se que o vírus matou na cidade uma pessoa com idade entre 20 e 29 anos, e apenas três, de 30 a 39 anos, faixa de idade mais atingida pela doença. Entre 40 e 49 anos foram registradas duas mortes, e entre 50 e 59 anos, houve oito óbitos.

Já na faixa etária dos idosos, o vírus atingiu e matou 11 pessoas com idade entre 60 e 69 anos, sendo a faixa mais letal. Entre 70 e 79 anos, nove pessoas morreram, e com idade maior ou igual a 80, o registro foi de 10 mortes.