Neste sábado, 18, Goianésia pode ter registrado a 13ª morte provocada pelo coronavírus. O caso ainda é tratado como suspeito, uma vez que o resultado dos exames só ficará pronto nos próximos dias. A informação é que ele teria morrido no Hospital de Campanha - HCamp - de Porangatu.

A vítima do HCamp trata-se de um homem, de 50, que inicialmente estava internado na Unidade de Pronto Atendimento - UPA, chegou a ser transferido para um hospital particular de Goianésia, e posteriormente foi transferido para Porangatu, onde não resistiu e morreu.

O texto da publicação continua após a publicidade

O último Boletim Epidemiológico emitido pela Secretaria Municipal de Saúde de Goianésia informa que o covid-19 já matou dez pessoas na cidade, no entanto, outras duas estão sendo investigadas.

Vila Propício
A cidade de Vila Propício investiga a primeira morte suspeita de ter sido provocada pelo coronavírus. Trata-se de uma mulher de 71 anos que morreu nesta sexta-feira, 17, na UPA de Goianésia. O resultado do exame ficará pronto nos próximos dias.