A farmacêutica americana Pfizer afirmou nesta terça-feira (28) que uma vacina para a COVID-19 pode estar pronta para uso emergencial nos Estados Unidos, durante o outono americano, que ocorre de setembro a novembro. A aplicação, entretanto, precisa ser aprovada em testes de segurança.

Os testes da vacina, que já começaram na Alemanha, podem iniciar nos EUA na próxima semana, se as autoridades reguladoras permitirem, afirmou o CEO da companhia, Albert Bourla, em uma entrevista. Segundo o empresário, os resultados do estudo podem estar disponíveis em maio.

Segundo a Pfizer, se os testes de segurança forem bem-sucedidos, a distribuição da vacina para uso emergencial poderia começar a partir de setembro e a autorização para uso geral, no final de 2020.