O prefeito Renato de Castro já começa a avaliar a possibilidade da reabertura do comércio de Goianésia, no entanto, esta reabertura deve ser gradativa, observando as atividades que impõe menor risco de contaminação do novo coronavírus.

“Oficina de caminhão e trator, por exemplo, nós estamos no meio da safra, esse pessoal tem que trabalhar, como que vai colher a soja, como que vai colher o milho. O lavajato é uma atividade que o cara mexe com água e sabão o dia inteiro, é uma atividade muito segura do ponto de vista do coronavírus”, explicou o prefeito.

O texto da publicação continua após a publicidade

Segundo Renato de Castro existem outras atividades que podem também ser reavaliados.

Já com relação às escolas, Renato foi enfático em dizer que não vai abrir tão cedo. “Escolas, creches, projeto conviver... Nem no sonho eu vou liberar agora”, pontuou.

Outro fator que o prefeito tem pensado é instituir na cidade o toque de recolher a partir das 20h00 com tolerância de uma hora.