No início da tarde desta quinta-feira, 19, foi realizada uma reunião com representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas de Goianésia - CDL - de Goianésia, Polícia Militar e Prefeitura de Goianésia, onde foram discutidos assuntos pertinentes ao “Decreto Estadual 9.637” que determina o fechamento dos comércios em todo Estado por 15 dias a partir de hoje.

Agora à tarde, a prefeitura deverá editar um novo “Decreto Municipal” para se adequar ao “Decreto Estadual 9.637” informando então às ações que serão tomadas, e uma delas é o fechamento imediato dos comércios da cidade, onde a Polícia Militar juntamente com os órgãos de fiscalização da prefeitura poderão autuar aqueles que desobedecerem ao que determina o decreto.

O texto da publicação continua após a publicidade

“Eu sei que é doído para o proprietário de um comércio que tem suas contas, que tem seus boletos programados para fazer o pagamento, mas nós também temos que pensar na saúde pública, nós temos que pensar que estamos lidando com algo que vem avançando muito rapidamente, e nos países ou cidades onde não tiveram este cuidado acabaram pagando muito caro, isto nós não queremos pra Goianésia e nenhuma outra cidade do nosso querido Estado”, explicou Coronel Edson, comandante do 15º Comando Regional da Polícia Militar.

Inicialmente os órgãos fiscalizadores e a Polícia Militar irão orientar o comerciante que não cumprir o que determina o Decreto, mas em um segundo momento, caso continue a desobedecer, será conduzido para a Delegacia de Polícia e enquadrado no Artigo 268 do Decreto Lei nº 2.848/1940 do Código Penal que diz: “Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa: Pena - detenção, de um mês a um ano, e multa”.