O sonho de todo competidor de poker no Brasil é triunfar no Campeonato Brasileiro de Poker. Criado em 2006, esse circuito cresceu bastante nos últimos anos e hoje é amplamente considerado como o mais importante de toda América Latina.

Por conta de seu prestígio e alta premiação, fazer parte da elite do Campeonato Brasileiro de Poker é motivo de orgulho para qualquer um. O circuito, que é organizado pela Confederação Brasileira de Texas Hold’em (CBTH), é o principal expoente desse esporte da mente que já conta com aproximadamente 10 milhões de praticantes no país — quase a população inteira de Portugal, por exemplo.

O texto da publicação continua após a publicidade

Todos os anos o Campeonato Brasileiro de Poker é realizado como se fosse um sistema de disputa de pontos corridos. O competidor que mais soma ao longo da temporada é coroado como grande campeão do determinado ranking — vale ressaltar que são três disputados: principal (Texas Hold’em), Omaha e Mixed Games.

Cerca de seis a oito etapas são realizadas por temporada no Campeonato Brasileiro de Poker. Com o intuito de difundir o esporte para outras regiões além de São Paulo, normalmente há etapas feitas fora do Sudeste.

No ano passado, por exemplo, Goiás recebeu uma das etapas do Campeonato Brasileiro de Poker. Sediada em Rio Quente, entre os dias 23 a 28 de maio, o paulista Anthony Barranqueiros foi o campeão do evento principal.

Centenas de competidores de outros Estados viajaram até Rio Quente para a disputa do Campeonato Brasileiro de Poker, que mais uma vez fez sucesso em Goiás.

Sediado no Rio Quente Resorts, a etapa teve um ar paradisíaco em meio às piscinas de águas quentes que garantiram a diversão dos competidores e dos acompanhantes que compareceram ao evento.

O Hotel Turismo, principal torre do complexo, contou com lotação máxima entre os dias de disputa da etapa. Estrutura muito completa que também ofereceu aos jogadores piscinas naturais de águas termais, tobogãs, tirolesa, bares, restaurantes e muito mais, tudo no Hot Park.

Vale ressaltar que Rio Quente já é uma cidade veterana nas etapas do Campeonato Brasileiro de Poker. A primeira vez que o lugar sediou o circuito foi em 2010. Desde então, foram mais outros quatro eventos por lá.

Para 2020, é possível que Rio Quente não tenha uma etapa disputada em seu solo. Na nova e atual temporada, a organização do Campeonato Brasileiro de Poker já garantiu seis eventos ao longo do ano.

Via Pokerstars Blog

A temporada deste ano iniciou em janeiro, em evento realizado em Brasília. Na ocasião, um competidor do Espírito Santo (Fernando Araújo) sagrou-se o grande campeão da etapa.

Além de Brasília, que já foi concluída, a organização do circuito confirmou que três etapas em São Paulo serão concretizadas — sendo que a próxima acontecerá em março. Portanto, como a capital paulista será mais uma vez a grande referência do Campeonato Brasileiro de Poker, restam apenas duas vagas a serem preenchidas no calendário.

Entre os dois lugares a serem preenchidos, é possível que o circuito anuncie uma etapa no Nordeste e no Sul. A última vez que o Nordeste não recebeu um evento do Campeonato Brasileiro de Poker aconteceu em 2011.

Já o Sul sempre contou com no mínimo uma etapa do Campeonato Brasileiro de Poker realizada em um de seus Estados. Portanto, seguindo essa lógica dos torneios realizados anteriormente, fica difícil para Rio Quente sediar mais uma vez.

Apesar da possível não etapa em solo goiano em 2020, os competidores do Estado devem honrar as cores da bandeira mais uma vez. No ano passado, Goiás foi um dos grandes destaques do poker brasileiro quando conquistou a etapa do Campeonato Brasileiro de Poker por Equipes.

Além disso, o goiano João Bauer, que já foi campeão brasileiro, bateu na trave com a quarta colocação no ranking principal.

Esses feitos enaltecem a qualidade do esporte do goiano que, junto com a indústria local em ascensão e outros setores em crescimento, são motivo de orgulho para Goiás.

Goiás já se colocou na elite do poker nacional com os excelentes resultados de seus competidores e a ótima estrutura oferecida para sediar as principais etapas da modalidade. Em 2020, esse status tem tudo para ser ainda mais reforçado.