Um trabalhador rural de 19 anos foi preso suspeito de tentar estuprar e importunar ofensivamente pelo menos seis mulheres em Padre Bernardo, no Entorno do Distrito Federal. Segundo as investigações, ele tentava arrastar as vítimas para uma região de matagal e passava a mão pelas partes íntimas delas. À polícia, ele negou o crime. As informações são do G1.

O delegado Vinícius Máximo da Silva informou que as investigações duraram cerca de um mês. “O Tiago Dourado da Silva trabalha em uma fazenda e, quando passava pela rua, abordava as mulheres que passavam indo trabalhar. Às vezes ele nem parava a bicicleta, só passava a mão pelas nádegas ou seios, em outras, com uma faca, tentava levar a vítima para algum outro lugar pedindo um beijo e passando a mão, mas as mulheres conseguiam correr”, explicou.

O texto da publicação continua após a publicidade

O G1 não conseguiu localizar a defesa do preso até a publicação dessa reportagem.

A polícia passou a monitorar os locais onde aconteciam as abordagem e perceberam que o suspeito passava sempre por volta de 6h, mesmo horário em que as tentativas de abuso aconteciam. A polícia, então, passou a fotografá-lo.

“Mostramos as fotos para as vítimas e elas reconheceram a bicicleta, a mochila e a touca que ele usava, que eram bem características. Até o momento temos seis vítimas, mas acreditamos que tenha mais, porém muitas ficam com vergonha e não denunciam”, completou o delegado.

O suspeito é investigado por tentativa de estupro, importunação ofensiva ao pudor e tentativa de roubo, pois em uma das situações, tentou levar a bolsa de uma das vítimas. Ele está preso temporariamente no presídio da cidade.