No fim da manhã deste domingo, 12, a Polícia Técnico-Científica - PTC - de Goiás, regional Goianésia, concluiu uma perícia em uma represa localizada na Chácara do Carucho, região sul da cidade, onde no início da manhã um pescador encontrou um corpo em decomposição boiando na represa.

Ao se deparar com o corpo, o homem que estaria no local arrancando minhoca, acionou o Corpo de Bombeiros que amarrou o corpo junto às margens. Em seguida, acionou a Polícia Civil que acionou a PTC para realização da perícia. Posteriormente o corpo foi entregue ao Instituto Médico Legal - IML - que fará exames no intuito de descobrir a causa morte, mas tudo indica que tenha sido morte por afogamento.

O IML fará ainda exames cadavéricos no sentido de identificar a vítima, uma vez que nestes casos, como o corpo já estava em avançado estado de decomposição, apenas o reconhecimento de supostos familiares não é o suficiente, o certo é que, existe um morador da região que está desaparecido desde a noite de quarta-feira, 08. Familiares desta suposta vítima estiveram no local alegando ser o desaparecido, no entanto, a real identificação da vítima só acontecerá após a realização dos exames.

A primeira hipótese é que seja José Lino Rodrigues, de 47 anos, morador da Rua 27 Sul, Bairro Eurípides Barsanulfo. A última vez que ele foi visto foi na quarta-feira no período noturno, porém, nem PTC e nem o IML confirmaram sua real identificação. O corpo deverá passar por exames de Papiloscopia, ou até mesmo de DNA, caso não haja a identificação na primeira opção.