Por volta das 17h30 desta terça-feira, 23, a Polícia Técnica Científica de Goiás, regional Goianésia, concluiu perícia em uma pequena mata na saída sul da cidade, onde havia um homem de aproximadamente 60 anos morto, já em estado de putrefação, dentro de uma caixinha de gordura. Policiais militares realizaram o isolamento do local até a conclusão da perícia.

Identificado como Dionísio Severo Borges, o Formigão, ele havia sido visto pela última vez no domingo, 21. Testemunhas relataram à polícia que ele era responsável pela limpeza das várias caixas de gorduras existentes no local. Somente exames cadavéricos poderão dizer a causa da morte, no entanto, tudo leva a crer que foi acidente de trabalho, uma vez que ele foi encontrado de cabeça para baixo, com a metade do corpo dentro da caixa de concreto, de estreita dimensão.

Com o local isolado pela PM, os Bombeiros puderam quebrar a caixa de gorduraPara se ter uma ideia, para remover o corpo da caixa, o Corpo de Bombeiros precisou ser acionado. A guarnição usou picareta e talhadeira para quebrar a borda da caixa e então retirar o corpo já muito inchado. Em seguida, familiares que aguardavam nas proximidades fizeram o reconhecimento da vítima que foi levada para o Instituto Médico Legal - IML - onde passará por exames cadavéricos na manhã desta quarta-feira, 24.

Local de onde a vítima foi retirada