No fim da tarde desta segunda-feira, 14, o Grupo de Patrulhamento Tático - GPT - formado pelo SGT Wenderlan, CB Santos, CB Célio e SD Barbosa, realizava um patrulhamento pelo Bairro Jardim Esperança onde avistaram M. S., de 18 anos, e W. S. R., de 30, em atitudes suspeitas na Rua Guará.

Conforme explicou a polícia, ao perceber a presença do GPT, M. S. evadiu pulando muros e durante a fuga dispensou uma arma de fogo calibre 38 carregada com 05 munições, sendo 04 intactas e 01 picotada. No entanto, o cerco policial foi feito e M. S. foi encontrado dentro de um guarda-roupa de uma residência próxima a sua.

Ao receber voz de prisão, de acordo com a polícia, M. S. confessou ser proprietário da arma e que a teria comprado por dois mil reais com o objetivo de se defender, tendo em vista que possui alguns desafetos relativos ao tráfico de drogas.

Durante busca pessoal em W. S. R. foram localizadas 02 munições intactas de calibre .44 e recebeu voz de prisão por porte ilegal de munição de uso restrito.

A polícia informou ainda que como era de conhecimento da equipe que a dupla costumeiramente cometia o crime de tráfico de drogas, os militares realizaram busca domiciliar e encontraram no quarto de M. S. 28,6 gramas de maconha, 3,9 gramas de crack e um rolo de plástico filme, que possivelmente seria usado na embalagem dos entorpecentes para venda.

Diante dos fatos, os suspeitos foram levados para a Delegacia de Polícia juntamente com os objetos apreendidos. Segundo a polícia, M. S. teria saído do presídio há aproximadamente 15 dias.

Imagem: Divulgação/Polícia Militar