Ao sair da escola, no fim da tarde desta quarta-feira, 07, uma criança de 11 anos foi abordada por um homem de 41 que a obrigou a cometer furtos pra ele. O homem foi detido pelo Grupo de Patrulhamento Tático - GPT - de Goianésia, formado pelo SGT Wenderlan, CB Santos, CB Célio e SD Barbosa.

Após cometer o furto a garotinha tentou sair correndo da loja mais foi contida pelo gerente que acionou o Conselho Tutelar. O gerente explicou à conselheira que havia uma criança na loja, usando uniforme da Escola Maria Imaculada, furtando produtos alimentícios e colocando dentro de sua mochila escolar.

A menina contou para a conselheira que quando estava saindo da escola, depois do término das aulas, foi abordada por um homem alto e moreno claro que a segurou firmemente pelos braços e a puxou para um local mais afastado ameaçando-a de morte, dizendo “entra naquele supermercado”, se referindo à loja, “e enche sua mochila com todas as guloseimas que conseguir carregar e trás para mim”.

Segundo a conselheira, a garotinha estava com muito medo e chorava bastante, mas continuou narrando os fatos, explicando inclusive, que pensou em não fazer o que o homem estava exigindo, mas sentiu-se muito ameaçada com a atitude dele de colocar uma das mãos por baixo da camisa, simulando estar armado, além de dizer que se ela não fizesse o que ele queria, a mataria quando ela saísse da loja. Assim, ela entrou na loja e pegou tudo que conseguiu e colocou dentro de sua mochila, saindo correndo do local para entregar os produtos do crime para o suspeito. No entanto, ao tentar sair da loja sem pagar pelos produtos foi contida pelo gerente que após ouvir a história acionou o conselho tutelar.

Assim que o suspeito percebeu que a menina havia sido contida por funcionários do local, saiu correndo, temendo ser identificado, porém, a conselheira acionou a Polícia Militar que rapidamente compareceu no local e de posse das principais características do homem iniciou patrulhamentos e logo o encontrou na Praça Laurentino Martins efetuando assim sua detenção, sendo de pronto reconhecido pela criança.

Segundo a polícia, o homem que já possui passagens por furto e ato obsceno, foi identificado como Denis da Silva. Ele foi levado para a Delegacia de Polícia juntamente com a criança e a conselheira para que fosse realizado os trâmites legais.