Durante patrulhamento pela região oeste de Goianésia nesta terça-feira, 26, a equipe do GPT - Grupo de Patrulhamento Tático - formada pelo CB Célio, CB Santos, SD Barbosa e SD Lôbo, se deparou com dois indivíduos suspeitos na Rua 17 Norte, Bairro Nossa Senhora da Penha.

Ao ser realizada a abordagem seguida de busca pessoal, os suspeitos foram identificados como Wanderson Pereira de Sousa, de 19 anos, e Deyvid Silvestre Parra, de 21. Eles relataram aos policiais que fazem parte do PCC - Primeiro Comando da Capital (organização criminosa no Brasil que comanda rebeliões, assaltos, sequestros, assassinatos, narcotráfico, etc) e que haviam chegado em Goianésia no dia 24 de dezembro após sofrerem uma tentativa de homicídio em Palmas/TO.

O crime teria ocorrido em frente a casa onde moram em Palmas pelos seus desafetos "Wilian" que pertence ao Comando Vermelho (organização criminosa rival do PCC). De acordo com os detidos, para vingar a tentativa de homicídio, o chefe deles tentou executar "Wilian" em uma distribuidora no Bairro Santa Bárbara, Palmas, porém, acabou matando outra pessoa.

Devido as informações expostas, Wanderson e Deyvid foram conduzidos para a Delegacia de Polícia para uma melhor averiguação uma vez que suspeitos da pratica de homicídio após o atentado.