Imagem: Divulgação/Polícia CivilNesta terça-feira, 28, a policiais civis lotados na 15ª Delegacia Regional de Polícia - (Delegacia Municipal, DEAM - Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, e GENARC - Grupo Especial de Repressão a Narcóticos) deram continuidade à repressão ao comércio ilícito de drogas na em Goianésia e prenderam em flagrante Daniela Pereira Santos, de 29 anos.

A prisão ocorreu em sua residência no Bairro Morro da Ema, região oeste da cidade, no exato momento em que a suspeita negociava porções de maconha com usuários que haviam ido até sua casa.

Imagem: Divulgação/Polícia CivilCom a prisão de Daniela, a polícia realizou minuciosa busca domiciliar onde foram encontradas e apreendidas metade de um tablete de maconha, além de 21 porções de maconha, 01 balança de precisão e R$ 482 em dinheiro.

De acordo com a polícia, durante as buscas no imóvel, várias pessoas ligaram no celular de Daniela e outras se deslocaram até o local para adquirir porções de maconha. As investigações mostram que Daniela Pereira assumiu o comando da venda de drogas logo após a prisão de seu marido ocorrida no final de 2016, sendo que nos últimos dias a investigada foi alvo de várias denúncias informando grande aglomeração de usuários em sua residência comprando drogas, coincidentemente, após as prisões de vários traficantes de maconha realizadas pela Polícia Civil e Polícia Militar nos últimos dias.

Deste modo, Daniela recebeu voz de prisão e foi autuada em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas e será conduzida à Unidade Prisional de Goianésia. Já o filho do casal, de apenas 02 anos, foi entregue ao Conselho Tutelar.

Imagem: Divulgação/Polícia Civil