Imagem: Divulgação/DEAMNesta quinta-feira, 23, a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher - DEAM - de Goianésia, cumpriu mandado de prisão preventiva expedido em desfavor de um homem de 46 anos, suspeito de ter praticado atos libidinosos com uma criança de 04 anos. O crime teria ocorrido em novembro de 2015 e desde então a autoria do crime era investigada.

O Crime
De acordo com as investigações, a criança relatou que estava na calçada da casa da avó, ocasião em que o acusado lhe chamou para andar de moto e a levou para a casa dele, onde praticou atos libidinosos com a vítima, em seguida, o suspeito levou a menina embora e a deixou na esquina da casa da avó.

Ao chegar em casa, a criança relatou para os avós o que havia acontecido. No dia do registro policial, a vítima relatou as características físicas do homem, mas, até então, não se sabia quem era o autor do estupro.

No entanto, em setembro de 2017, a polícia descobriu a autoria do delito e constatou que o acusado responde a processo criminal por crime semelhante - estupro vulnerável e exploração sexual, e que inclusive já havia sido preso em flagrante no dia 30 de outubro de 2016.

Assim, após reunir conjunto probatório, a Delegada responsável pelo caso, Poliana Bergamo, representou pela prisão preventiva do acusado. A Delegada informou que o suspeito responderá pelo crime de estupro de vulnerável, delito previsto no Artigo 217-A do Código Penal, que prevê uma pena de 08 a 15 anos de prisão. Ele encontra-se recolhido no presídio local, à disposição da justiça.

A polícia não divulgou a identidade, nem imagem frontal do suspeito.