No início da noite desta terça-feira, 14, a Polícia Militar foi acionada e deslocou até a Rua Lajedo, Bairro Jardim Esperança, região sul de Goianésia, onde foi registrada uma ocorrência relacionada à Lei Maria da Penha.

Segundo a solicitante, uma jovem de 18 anos, ela teria sido agredida fisicamente por seu namorado, de 21 anos, e ainda ameaçada de morte. No local ela explicou aos PM’s que está grávida de 05 meses e mesmo assim foi agredida com chutes e socos o que lhe causou várias lesões pelo corpo. Após o fato o agressor evadiu sem deixar pistas.

Durante depoimento na Delegacia de Polícia, a vítima relatou que mantém um relacionamento amoroso com o suspeito há pouco mais de um ano. Seu namorado possui várias passagens pela polícia e sempre apresentou um comportamento agressivo. Por diversas vezes foi agredida fisicamente, injuriada e ameaçada de morte por ele.

Relatou que no fim da tarde de ontem, por volta de 17h50, estava na residência do agressor, ocasião em que o mesmo chegou e começou a lhe agredir fisicamente. Ele dizia que sua cunhada havia dito que ela estava mandando mensagens para outro homem por meio de redes sociais. Segundo a vítima ela levou socos no rosto, braços, pernas e costelas. Além dos socos ele também lhe enforcou e lhe agrediu com chutes em sua barriga sem se preocupar com o fato de estar grávida.

A vítima disse ainda à polícia que além das agressões físicas seu namorado lhe ameaçou dizendo que se ela ligasse para a polícia e fosse preso por causa dela ele ia achá-la em qualquer lugar que estivesse. Após o depoimento a vítima manifestou o interesse em representar criminalmente em desfavor de agressor pelo crime de ameaça e também solicitou medidas protetivas de urgência.