Imagem: Divulgação/Unidade Prisional de GoianésiaDepois de frustrar a fuga de detentos de uma das celas de estupradores do presídio de Goianésia nesta segunda-feira, 09, os agentes penitenciários sob o comando do diretor Marcos Roberto da Rocha e Silva, realizou nova vistoria no presídio e em pelo menos quatro celas foram retirados vários objetos ilícitos.

CImagem: Divulgação/Unidade Prisional de Goianésiaom a o fim da vistoria foram computados 30 celulares de diversas marcas e modelos, drogas, carregadores, chips e até facas, sendo 05, dos mais variados tamanhos.

Segundo o diretor Marcos Rocha, todos os dias são realizadas vistorias padrão em todo presídio, no entanto, como o presídio hoje conta com um efetivo de agentes reduzido, torna-se inviável a realização de vistorias mais minuciosas como a feita nesta terça, porém, este tipo de revista tem se tornado cada vez mais frequentes.

Vale ressaltar que o presídio de Goianésia conta hoje com aproximadamente 240 presos divididos em 22 celas. Para realizar a vistoria de ontem foi montada uma operação conjunta entre servidores locais e servidores da regional norte, da qual pertence a Unidade Prisional da cidade.