Eslanes Gomes de Oliveira é encontrada morta dentro de casa, em Uruaçu, Goiás — Foto: Reprodução/ Polícia Civil G1 Goiás - Uma jovem de 22 anos foi morta a facadas, na noite deste domingo (17), na casa em que morava em Uruaçu, na região norte de Goiás. Segundo a Polícia Civil, o companheiro de Eslanes Gomes de Oliveira é suspeito de matá-la.

Em depoimento, Ruimar Vieira Diniz, de 45 anos, alegou que agiu em legítima defesa. O G1 não conseguiu localizar a defesa do suspeito, que segue preso nesta segunda-feira (18).

O crime aconteceu por volta das 20h, no Setor Central. De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi golpeada no banheiro da casa, após uma discussão, e morreu no local. Uma pessoa chegou ao local logo depois e pediu socorro.

A PM prendeu Ruimar assim que chegou ao imóvel. Em seguida, os policiais o levaram para a delegacia.

Investigação
Conforme o delegado Rafhael Barboza, responsável pelo caso, o companheiro da vítima alegou que não tinha a intenção de matar Eslanes.

“Ele alega que ela queria usar crack, mas ele não permitiu. Aí ela saiu de casa e foi comprar essa pedra. Ela quis fumar em casa e, novamente, ele brigou para não fumar lá. Ela insistiu, disse que ia matar ele e foi pra cima dele”, relatou o delegado.

Barboza informou que, segundo a perícia, Eslanes levou duas facadas, sendo uma nas costas e outra na barriga. O delegado vai aguardar o laudo completo para analisar a versão de Ruimar, que não sofreu lesões.

“A perícia está sendo feita, aí vamos ver se bate com a posição da luta que ele descreve. Até agora, está batendo com a história dele”, afirmou o investigador.